Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

São Paulo e a sua crise sem fim

São Paulo e a sua crise sem fim

21 Março 2019por Fernando Verchai

Como começou e o que causou a queda de rendimento do São Paulo em 2019? Com mais de cinco anos sem títulos, clube busca um herói para levar um troféu outra vez para o Morumbi.

Talvez tudo tenha começado em 2017, quando o Rogério Ceni iniciava seu trabalho como treinador. Após mais um ano sem títulos em um 2016 frustrado, o jogador recém-aposentado foi anunciado o novo técnico da equipe, já que o revezamento anual de treinadores comandando a equipe não vinha funcionando muito bem.

Ninguém melhor que o Rogério Ceni para o São Paulo, quando o que se espera são títulos. Só o goleiro conquistou mais de 20, incluindo Mundial de Clubes, Libertadores e Campeonato Brasileiro. E era disso que o São Paulo precisava com urgência, e ainda precisa, já que o último título conquistado foi a Copa Sul-Americana de 2012, quando o próprio Ceni era o guarda-redes do tricolor paulista.

Na época, a equipe ainda contava com o meia Lucas, que após passagem um tanto quanto frustrada pelo Paris Saint Germain, chegando a amargar o banco durante longo tempo e até mesmo não ser relacionado para os jogos, parece ter se reencontrado no Tottenham, equipe que defende atualmente. E parece ter feito bom negócio, já que a equipe do meia passou bem pelo Borussia Dortmound e faz boa campanha na Premier league, sem contar o fato de que o brasileiro vem tendo boas oportunidades e vem ajudando a equipe em todas as competições.

Entretanto, segue sem títulos com a nova camisa, o mesmo que aconteceu com Rogério Ceni em sua passagem como técnico, já que o mesmo sucumbiu ao Corinthians, ainda que nos pênaltis, pelo Campeonato Estadual, perdeu para o Cruzeiro na Copa do Brasil, e fez uma campanha ruim no Campeonato Nacional, tendo sido demitido após derrota para o Corinthians.

São Paulo e a sua crise sem fim

Rogério Ceni (Rubens Chiri/saopaulofc.net)

E os clássicos não foram um problema apenas para o ex-goleiro, ídolo do São Paulo, como também para diversos outros técnicos, como Dorival Junior, que teve o contrato rompido com o clube após perder para o Palmeiras por 2 a 0, ainda no Campeonato Paulista. E vale lembrar que Dorival foi quem assumiu o time no ano anterior, quando se encontrava na zona de rebaixamento no Brasileirão, tendo livrado a equipe da Série B.

São Paulo e a sua crise sem fim

Dorival Junior

Diego Aguirre chegou a colocar a equipe nos eixos e despontou no Brasileirão de 2018, mas após saída de algumas peças, o time decaiu e acabou o campeonato apenas em 5°, após um primeiro turno com folga na liderança. Assim foi que, em um clássico contra o Corinthians, que acabou empatado em 1 a 1, Aguirre também acabou deixando o comando do tricolor.

São Paulo e a sua crise sem fim

Diego Aguirre (Érico Leonan/saopaulofc.net)

Novamente, o cargo ficou nas mãos do interino André Jardine, que costumava fazer um trabalho razoável até a chegada do próximo comandante. Mas da última vez pareceu ter organizado bem o time, já que se manteve no cargo desde 2018 e ficou para disputar o Paulistão e a Libertadores.

Acontece que, neste ano, a equipe perdeu o primeiro clássico para o Santos por 2 a 0, em um jogo que chamou a atenção de todos para a equipe santista que deu uma aula de organização tática ao tricolor, o que já ligou o sinal de alerta dos torcedores, que temiam pela Libertadores. Nem mesmo a chegada de Hernanes foi capaz de dar maior confiança, já que na primeira partida em que entrou, uma antes da decisiva pela Pré-Libertadores, o São Paulo perdeu para a Ponte Preta por 1 a 0.

São Paulo e a sua crise sem fim

André Jardine

Na libertadores, após um primeiro tempo animador fora de casa, o tricolor fraquejou e tomou dois após a volta do intervalo, trazendo para o Brasil a responsabilidade de fazer três para passar à próxima fase. Só que a equipe não demonstrou poder de reação, teve pouca criatividade, mesmo com o adversário se mantendo apático no jogo, e a partida de volta acabou 0 a 0, o que causou sua eliminação da Libertadores, seguida por uma derrota por 2 a 1 para o Corinthians.

Com a desclassificação na Libertadores, o técnico interino André Jardine foi afastado, para a chegada de Cuca, mas quem assumiu a equipe de imediato foi Vagner Mancini. É que Cuca está afastado do futebol por recomendações médicas, e só volta a comandar após o campeonato paulista. Até lá, Vagner Mancini foi quem o técnico contratado pelo São Paulo indicou para o seu lugar. E a estreia foi logo contra o Corinthians, em um jogo que o tricolor não foi mal, principalmente quando levamos em consideração que o técnico acabara de chegar.

São Paulo e a sua crise sem fim

Vagner Mancini (Reprodução | ESPN Brasil)

Mas o fato é que o novo ciclo já se inicia com derrota em clássico, o pior inimigo dos técnicos tricolores. Tendo empatado com RB Brasil e com ferroviário, Vagner Mancini soma, até agora, uma derrota, dois empates e uma vitória, já que venceu o Bragantino fora de casa por 2 a 0. O time se mostra mais organizado, apesar de ainda restar muitas dúvidas quanto ao seu potencial. Apresenta um futebol mais fluido, mas ainda é muito instável.

Nem Rogério Ceni, nem Ricardo Gomes, nem Aguirre. Nem Ganso, nem Cueva, nem Diego Souza. Será que com Cuca e Hernanes vai?

A gente sabe que o Hernanes ajudou a tirar o São Paulo da zona de rebaixamento em 2017, assim como sempre ajuda a equipe quando o tricolor mais precisa, mas será o suficiente para erguer um caneco? Mesmo nos últimos jogos, Hernanes mostrou garra e bom futebol para ajudar o time, apesar de não ter conseguido manter-se na libertadores, bem como bater de frente com os outros grandes de São Paulo.

São Paulo e a sua crise sem fim

Hernanes

O último que levou a equipe a um título foi o meia-atecante Lucas Moura, quando a equipe também contava com o goleiro Rogério Ceni, além de Cortez na lateral, que também conquistou a Libertadores com o Grêmio recentemente, e o meia Jádson, vencedor de títulos com Corinthians e até mesmo Atlético Paranaense.

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes valores:
1º lugar: Vale-compra de R$200 (US$50)
2º lugar: Vale-compra de R$100 (US$25)
3º lugar: Vale-compra de R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes valores:
1º lugar: Vale-compra de R$500 (US$125)
2º lugar: Vale-compra de R$300 (US$75)
3º lugar: Vale-compra de R$200 (US$50)
4º lugar: Vale-compra de R$100 (US$25)
5º lugar: Vale-compra de R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os vales-compras serão exclusivamente para as lojas designadas.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.