Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

River Plate é o campeão da Copa Libertadores da América

River Plate é o campeão da Copa Libertadores da América

10 Dezembro 2018por Stefano de Luca

O River Plate é o novo dono da América. Em solo europeu, os Millonarios bateram o eterno rival Boca Juniors, por 3 a 1, enfim dando ponto final na interminável decisão. Depois de semanas de angústia e adiamentos, River e Boca enfim ficaram frente a frente em um lendário palco, o incomparável Santiago Bernabéu, em Madri. Completamente lotado, o ambiente protagonizou uma mistura da mística da Copa Libertadores com a impecável organização da Liga dos Campeões.

Dentro de campo, River e Boca fizeram um duelo eletrizante. A longa espera, pelo jogo mais aguardado do ano, valeu cada minuto. Quem saiu na frente foi o Boca. Os Xeneizes abriram o placar nos minutos finais da primeira etapa, com um lindo gol do talismã Benedetto, após passe milimétrico do incansável Nández. O River deixou tudo igual já no segundo tempo, com Lucas Pratto, após linda jogada coletiva dos Millonarios.

Com o empate em 1 a 1, a partida foi para a prorrogação. Logo no primeiro minuto do tempo extra, Barrios deu uma entrada completamente desnecessária em Palacios, levou o segundo amarelo e foi expulso de campo. A partir daí, foi pressão total do River Plate. Quintero, o talentoso colombiano, entrou em campo e decidiu o jogo. Já no segundo tempo da prorrogação, o camisa 8 acertou um lindo chute da entrada da área, marcando um golaço. O Boca se jogou inteiro ao ataque nos minutos finais, incluindo o goleiro Andrada e com isso, acabou ainda levando o terceiro gol, com Pitty Martínez completando para o gol vazio no último lance do jogo. Antes disso, os Xeneizes ainda carimbaram a trave de Armani, em finalização de Jara, em lance inacreditável.

Após o apito final, os jogadores e membros da comissão técnica do River Plate vibraram demais com a épica conquista. Desolados, os jogadores do Boca Juniors pareciam não acreditar que haviam levado a virada no Santiago Bernabéu. Vitorioso, o River Plate levantou a taça da Copa Libertadores pela quarta vez em sua história. Com isso, os Millonarios igualam o também argentino Estudiantes, entram no Top 5 de maiores campeões e encurtam a distância para o Peñarol, terceiro maior vencedor da competição, com cinco títulos. Já o Boca perdeu uma oportunidade de ouro de se igualar ao Independiente, rival local e maior vencedor da Copa Libertadores, com sete taças.

BOCA É MELHOR NO PRIMEIRO TEMPO E ABRE O PLACAR COM BENEDETTO

As duas equipes apostaram em esquemas táticos mais conservados para a grande final, em Madri. Mais técnico do que o Boca Juniors, o River Plate entrou em campo no 4-5-1. A estratégia de Marcelo Gallardo era clara: povoar mais o meio de campo e ter maior posse de bola. Já o Boca, apostava em um jogo mais reativo. Em um 4-3-3, com três volantes no meio de campo e três velocistas na frente, Guillermo Barros Schelotto apostava nos contra-ataques para tentar superar o River.

Em campo, foi mais ou menos isso que aconteceu. O River Plate teve quase 70% da posse de bola durante o primeiro tempo, mas faltava criatividade para finalizar a gol. Os cinco meio campistas estavam muito longe de Lucas Pratto, que isolado na frente, quase não pegou na bola. Já o Boca, ficava menos com a bola, mas quando descia em velocidade, levava mais perigo. O primeiro tempo era de poucas emoções, até que os Xeneizes abriram o placar, aos 44 minutos, em um contra-ataque fulminante. Nández saiu em velocidade desde o campo de defesa e deu um passe sensacional em profundidade para Benedetto. Talismã do Boca, Benedetto colocou na frente, deu um lindo toque por cima de Maidana, que não achou ninguém no carrinho e finalizou com muito estilo, na saída do goleiro Armani. Golaço do centroavante argentino.

RIVER REAGE NO SEGUNDO TEMPO E BUSCA A IGUALDADE COM LUCAS PRATTO

Precisando melhorar para buscar o empate e seguir vivo na final da Libertadores, o River Plate voltou com mais agressividade para o segundo tempo. Logo no segundo minuto, Nacho Fernández bateu de canhota e assustou o goleiro Andrada. Aos 15 minutos, uma substituição equivocada de Barros Schelotto mudaria o rumo do jogo. O treinador do Boca sacou Benedetto e lançou Ábila no jogo. Sem a sua principal arma ofensiva, o Boca recuou demais e viu o River chegar ao empate pouco depois, aos 22 minutos. Após bela tabela entre Nacho Fernández e Palacios, Lucas Pratto recebeu na marca do pênalti e empurrou para o gol vazio. Belo gol do River, em linda jogada coletiva. O River seguiu melhor no segundo tempo, mas a igualdade persistiu, até a prorrogação.

QUINTERO MARCA GOLAÇO E GARANTE TÍTULO DO RIVER PLATE

Logo no primeiro minuto da prorrogação, um lance mudaria o destino do jogo. Já amarelado, Barrios chegou forte em Palacios, levou o segundo amarelo e foi expulso de campo. Já exausto fisicamente e com Nández se arrastando em campo, o Boca ficou com um jogador a menos e passou a levar uma enorme pressão do River. Só dava River. Quintero – que havia entrado no segundo tempo – chamou a responsabilidade e finalizou duas vezes, para fora. Quis o destino que o colombiano fosse o herói da noite. Convicto em decidir o jogo, Quintero recebeu na entrada da área, ajeitou o corpo e acertou uma bomba. A bola bateu no travessão de Andrada e morreu no fundo da rede. Golaço do colombiano.

O gol, aos três minutos do segundo tempo da prorrogação, deixou o Boca em parafusos. Com um a menos, Barros Schelotto apelou para Carlitos Tévez, que entrou no lugar de Buffarini. Os Xeneizes se jogaram com tudo para o ataque e por muito pouco não empataram a partida, aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação. Após bola alçada na área, Jara acertou um belo chute e carimbou a trave direita de Armani. Lance incrível no Bernabéu. No escanteio do mesmo lance, Armani saiu socando, Quintero chutou para frente e Pitty Martínez, sozinho e sem o goleiro adversário, partiu desde o meio de campo até o gol vazio para marcar o gol do título.

RIVER SE CLASSIFICA PARA O MUNDIAL DE CLUBES

Vitorioso, após bater o arquirrival por 3 a 1 em Madri, o River Plate levantou a taça da Copa Libertadores pela quarta vez e de quebra, ainda garantiu vaga no Mundial de Clubes, que começa já na semana que vem. No dia 18 de dezembro, em Al Ain, no Emirados Árabes, o River Plate começa a sua jornada em busca do seu segundo título Mundial. Vale lembrar que o representante europeu deste ano no Mundial de Clubes é o Real Madrid, campeão da Liga dos Campeões.

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.