Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

River Plate domina o Boca Juniors e vence por 2 a 0 no Monumental

River Plate domina o Boca Juniors e vence por 2 a 0 no Monumental

02 Outubro 2019por Stefano De Luca

O River Plate colocou o Boca Juniors na roda, venceu por 2 a 0 em casa e deu um enorme passo na briga por uma vaga na grande final da Copa Libertadores. Jogando em sua casa, no Monumental de Nuñez, o River foi muito superior ao Boca, dominou o arquirrival durante praticamente todos os 90 minutos em Buenos Aires e fez 2 a 0 com toda a justiça. A ampla vitória em casa deixa o atual campeão em situação confortável para o duelo de volta, que será disputado daqui a três semanas, na temida Bombonera, casa dos Xeneizes, que terão a difícil missão de reverter um resultado quase irreversível.

O River abriu o placar logo no começo da partida, com Borré cobrando pênalti e fechou o marcador na etapa final, com Nacho Fernández completando para o gol, após ótima jogada coletiva da equipe, que é muito bem treinada por Marcelo Gallardo. Um dos maiores clássicos do mundo, River x Boca foi apitado pelo brasileiro Raphael Claus, que foi ao VAR duas vezes durante o clássico, primeiro para confirmar um pênalti para o River, no início do jogo e depois para expulsar o volante Capaldo, já no finalzinho da partida.

O placar fez justiça ao que foi o jogo no Monumental de Nuñez. Muito superior ao Boca Juniors, o River Plate poderia inclusive ter vencido por um placar mais elástico, já que perdeu muitas chances de fazer o terceiro gol e praticamente matar o confronto, no segundo tempo. Já o Boca, lamentará demais a inacreditável chance perdida por Capaldo, no final do primeiro tempo, quando o River ainda vencia somente por 1 a 0.

Sempre muito bem treinado pelo competentíssimo Marcelo Gallardo, o River Plate entrou em campo com Pratto e Scocco no banco de reservas. Enzo Perez e Palacios foram os volantes e Nacho Fernández jogou como meia, municiando De La Cruz, Borré e Matias Suárez. Já o Boca Juniors, também deixou alguns de seus principais atletas no banco. Tevez, Zarate e Salvio começaram entre os suplentes, enquanto o italiano De Rossi, machucado, desfalcou os Xeneizes. O quarteto ofensivo do Boca foi formado por Mac Allister, Soldano, Reynoso e Ábila.

O River Plate demorou apenas cinco minutos para abrir o placar no Monumental de Nuñez. Isso porque o VAR recomendou que Raphael Claus revisasse um suposto pênalti em cima de Borré, logo no comecinho da partida. O árbitro brasileiro reviu o lance algumas vezes e confirmou que o carrinho de Más em cima de Borré foi faltoso. O próprio Borré pegou a bola e bateu forte, no meio do gol, para abrir o placar no Monumental. O River continuou melhor no jogo e criou duas boas chances, primeiro acertando o travessão de Andrada e depois obrigando o goleiro do Boca a fazer uma boa defesa.

Em uma das únicas finalizações do Boca Juniors no primeiro tempo, os Xeneizes perderam uma chance impressionante de empatar a partida, aos 43 minutos. Ábila recebeu ótimo passe em profundidade de Reynoso, fez muito bem o seu papel, girou para cima do zagueiro e apenas rolou para Capaldo, que da entrada da pequena área, tinha tudo para empatar. Com o goleiro já vendido na jogada, o volante conseguiu fazer o inacreditável, pegando muito embaixo da bola e mandando ela para as nuvens. Incrível gol perdido por Capaldo.

O River Plate voltou ainda melhor para o segundo tempo. Os Millionários continuaram dominando o Boca Juniors e criaram ótimas chances, primeiro acertando a trave com Montiel e depois vendo a defesa do Boca se salvar, após um incrível bate-rebate dentro da área. Percebendo o seu time muito mal em campo, o treinador do Boca Juniors lançou os veteranos Tevez e Salvio no jogo, para ver se conseguia dar um novo ânimo ao seu time. Não deu certo. O River continuou melhor em campo e chegou ao segundo gol. Aos 27 minutos, após linda troca de passes dos mandantes, Suárez recebeu na direita e cruzou rasteiro para Ignácio Fernández, que se antecipou a três marcadores do Boca e tocou no canto de Andrada.

Gustavo Alfaro ainda tentou a sua cartada final no time do Boca, lançando Zarate no lugar do apagado Mac Allister. Novamente, a alteração se provou inútil e o River esteve muito perto de marcar pela terceira vez no Monumental. Matias Suárez quase marcou um golaço de cobertura, mas viu Andrada se esticar inteiro para fazer a defesa. Já no finalzinho, Scocco – que entrou na etapa final – ainda obrigou o goleiro do Boca a fazer nova grande intervenção. Nos acréscimos, Claus ainda voltou ao VAR para rever uma entrada mais dura de Capaldo em Enzo Pérez e optou por expulsar o volante de campo.

Capaldo, aliás, viveu uma noite para ser esquecida no Monumental de Nuñez. O volante não fez uma boa partida na marcação, perdeu uma chance inacreditável de empatar o jogo no primeiro tempo e ainda conseguiu ser expulso de campo no último minuto da partida, após entrada desnecessária em cima do veterano Enzo Pérez.

A vitória em casa por 2 a 0 deixa o River Plate em situação bastante confortável para o jogo de volta das semifinais da Copa Libertadores. River e Boca voltam a se enfrentar daqui a três semanas, no dia 22 de outubro, novamente uma terça-feira, desta vez na tradicionalíssima Bombonera, temido estádio do Boca Juniors. Os Xeneizes terão que ter uma atuação muito melhor em casa para seguirem vivos na Libertadores. O Boca precisa devolver os 2 a 0 para levar a partida para os pênaltis, ou derrotar o River Plate por três gols de diferença para garantir no tempo normal uma vaga para a final.

O adversário de River ou Boca na finalíssima da Copa Libertadores sairá do confronto brasileiro entre Grêmio e Flamengo. Vale lembrar que a partir deste ano, a decisão da competição continental será em formato de jogo único, em duelo marcado para o dia 23 de novembro, um sábado, no Estádio Nacional de Santiago, no Chile.

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.