Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

O Cruzeiro está rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro

O Cruzeiro está rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro

09 Dezembro 2019por Stefano De Luca

O dia 8 de dezembro não será apagado tão cedo da memória do torcedor cruzeirense. Pela primeira vez em sua história, o Cruzeiro está rebaixado e disputará em 2020 a Série B do Campeonato Brasileiro. A Raposa, que fez uma campanha horrorosa, teve o seu descenso confirmado neste domingo, com a derrota em casa, por 2 a 0, para o Palmeiras, no Estádio do Mineirão. Mesmo se vencesse, a Raposa estaria rebaixada, já que o Ceará arrancou um empate em 1 a 1 com o Botafogo no Engenhão, resultado que mantinha o Vozão na Série A, sem precisar depender de outros resultados.

A situação do Cruzeiro na última rodada do Campeonato Brasileira era dramática. Depois de integrar o Z-4 durante quase toda a competição, a Celeste chegou a 38ª e decisiva rodada da competição nacional respirando por aparelhos, precisando de uma improvável combinação de resultados para se manter na elite do futebol brasileiro. A Raposa precisava vencer o Palmeiras no Mineirão e torcer por uma derrota do Ceará, diante do Botafogo, no Rio de Janeiro.

Como era esperado, esta improvável combinação de resultados não aconteceu e como consequência disso, o Cruzeiro acabou pagando pelo pífio ano que teve e pela primeira vez em sua história, está relegado para a segunda divisão do futebol brasileiro. Com a queda do Cruzeiro, restam agora apenas três clubes brasileiros que não caíram para a segunda divisão, são eles o Flamengo, o Santos e o São Paulo.

Os minutos finais da partida ainda foram marcados por cenas melancólicas, com a torcida cruzeirense perdendo a cabeça e arremessando cadeiras e bombas no campo, ameaçando invadir o gramado. A situação ficou tão tensa, que o árbitro Marcelo de Lima Henrique se viu obrigado a encerrar a partida, cerca de cinco minutos antes do previsto, por falta de segurança.

Cabisbaixos, os jogadores do Cruzeiro deixaram o gramado correndo em direção ao vestiário, depois do apito final do árbitro e não conversaram com a imprensa, até por conta do clima de insegurança que tomou conta do Mineirão diante da iminente queda da Raposa. Os jogadores do Palmeiras também deixaram o gramado com pressa em direção ao vestiário, depois que o final do jogo foi sacramentado.

Depois de um início de ano que parecia promissor, com contratações milionárias e uma boa campanha no Campeonato Mineiro e na fase de grupos da Copa Libertadores, a coisa desandou no Cruzeiro a partir do segundo semestre. Depois de eliminações precoces na Libertadores e também na Copa do Brasil, a Raposa passou a se dedicar exclusivamente ao Campeonato Brasileiro, mas quando percebeu, a situação já era muito complicada. O Cruzeiro chegou a ocupar a lanterna da competição e a pífia campanha acabou custando o cargo de Mano Menezes.

Na sequência, uma sucessão de erros aconteceu. Primeiro, Rogério Ceni foi contratado e demitido pouco mais de um mês depois, após entrar em atrito com os principais medalhões do elenco, como Thiago Neves, Fred, Edílson e Dedé. No meio desta confusão, a diretoria cruzeirense optou por ficar do lado dos jogadores, mandou Rogério embora e contratou Abel Braga, nome preferido do elenco.

Com Abel, a coisa não só não melhorou, como até piorou. O veterano treinador não conseguiu extrair o melhor do elenco e a cada rodada que passava, a situação ficava mais desesperadora. Vitórias consecutivas diante de São Paulo e Corinthians deram uma sobrevida ao Cruzeiro, mas a situação voltou a se complicar depois de muitos empates consecutivos.

Restando três rodadas para o fim da competição, o Cruzeiro se via de volta no Z-4 e a diretoria optou por dar a sua cartada final, mandando Abel Braga embora e contratando o velho conhecido Adilson Batista, que havia acabado de ser demitido do Ceará, principal rival na briga contra a queda. Nas três rodadas finais, a briga acabou afunilando entre Cruzeiro e Ceará, já que outras equipes antes ameaçadas de rebaixamento, como Fluminense, Botafogo e Atlético Mineiro, conquistaram bons resultados e se livraram de qualquer risco de queda.

Nesta queda de braço com o Ceará, o Cruzeiro acabou levando a pior. As últimas três rodadas foram desastrosas, com a Raposa acumulando três derrotas, perdendo por 1 a 0 para o Vasco em São Januário, 2 a 0 para o Grêmio em Porto Alegre e sacramentando o rebaixamento sendo superado por 2 a 0 pelo Palmeiras, em pleno Mineirão.

Nas últimas cinco rodadas, quando precisava desesperadamente de uma reação para fugir da degola, o Cruzeiro conseguiu a impressionante marca negativa de cinco derrotas seguidas. Além de tropeços para Vasco, Grêmio e Palmeiras, a Raposa já havia sido superada pelo também rebaixado CSA, por 1 a 0, novamente no Mineirão e goleada por 4 a 1 pelo Santos, na Vila Belmiro. Nas últimas quatro rodadas, o Cruzeiro não conseguiu anotar um gol sequer.

O Cruzeiro terminou a sua participação no Campeonato Brasileiro de 2019 com pífios 36 pontos conquistados, ou seja, com menos pontos do que jogos. Ao todo, foram apenas sete vitórias, 15 empates e 16 derrotas, marcando apenas 27 gols e sofrendo 46 gols, com um saldo de gols de -19. O Ceará, que escapou da degola na última rodada, também teve uma pontuação de equipe rebaixada, somando apenas 39 pontos. Vale lembrar que, normalmente, a nota de corte para permanecer na Série A costuma ser entre 42 e 45 pontos.

Ao final da competição, Avaí, Chapecoense, CSA e Cruzeiro foram os rebaixados para a Série B e disputarão a segunda divisão em 2020. Já na Série B, subiram para a primeira em 2020 o Bragantino, o Sport, o Coritiba e o Atlético-GO. Já a derradeira vaga para a Copa Sul-Americana de 2020 ficou com o Fluminense, que venceu o Corinthians em Itaquera por 2 a 1 e superou a concorrência do Botafogo, que chegou a sair na frente do Ceará, mas cedeu o empate no Engenhão, ficando na igualdade por 1 a 1. Com isso, Botafogo e Ceará terminaram o Brasileirão no “limbo”, sem conseguir a classificação para a Sul-Americana, mas também sem ser rebaixado para a Série B.

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.