Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Messi é expulso, mas Argentina vence o Chile e fica com o terceiro lugar na Copa América

Messi é expulso, mas Argentina vence o Chile e fica com o terceiro lugar na Copa América

09 Julho 2019por Stefano De Luca

Um dia antes da finalíssima da Copa América, entre Brasil e Peru, tivemos a realização da decisão do terceiro lugar da competição, entre Argentina e Chile, que se enfrentaram em uma lotada Arena Corinthians, em São Paulo. De uma maneira ou outra, o duelo era tratado como uma espécie de revanche pelos argentinos, que vinham de duas derrotas consecutivas para os chilenos, em finais de Copa América. Desta vez, pelo terceiro lugar da competição, quem levou a melhor foi a Argentina.

Em partida polêmica, que teve Lionel Messi expulso de campo apenas pela segunda vez na carreira, a Argentina foi superior durante quase toda a partida e acabou vencendo por 2 a 1. Os argentinos marcaram duas vezes no primeiro tempo, com Aguero e Dybala, enquanto o Chile descontou já na etapa final, com o volante Vidal batendo pênalti. Revoltado com a expulsão e com uma arbitragem que ele considerou “tendenciosa”, Messi causou polêmica ao rejeitar a medalha de bronze e deu fortes acusações, acusando a Conmebol de armar um complô para ver o Brasil ser campeão em casa.

Desde o início do jogo, o que se viu em campo foi uma Argentina muito mais focada do que o Chile, em busca da vitória em Itaquera. Pressionando desde o início, a equipe de Lionel Scaloni abriu o placar logo aos 10 minutos, quando Messi, esperto, cobrou falta rapidamente e deixou Aguero na cara do gol, para driblar Arias e empurrar para o fundo do gol. Estava fácil e a Argentina anotaria o segundo gol poucos minutos depois, após enfiada de Lo Celso e toque de categoria de Dybala, encobrindo o goleiro Arias, que novamente saiu mal do gol na tentativa de abafar o chute.

O que já era difícil ficaria praticamente impossível para o Chile, quando Aléxis Sánchez, principal jogador dos atuais campeões deixou o campo com dores na coxa e precisou ser substituído de campo. Ainda no primeiro tempo, tivemos a bizarra expulsão de Lionel Messi. Medel protegia a bola que saia pela linha de fundo e vinha sendo pressionado por Messi. O zagueiro chileno perdeu a cabeça e começou a dar ombradas no argentino, que não se intimidou, mas também não revidou. Inacreditavelmente, o árbitro optou por expulsar tanto Medel quanto Messi de campo. Pior ainda, o VAR nada fez para contornar a decisão equivocada de Mario Diaz de Vivar.

Esta foi apenas a segunda expulsão de Messi na carreira. O astro do Barcelona não levava um vermelho desde 2005, quando foi expulso também em ação pela seleção argentina. Boa parte do público, que compareceu em peso à Arena Corinthians, foi ao jogo apenas para ver Messi e a torcida se revoltou com o vermelho aplicado ao atacante. O árbitro do jogo passou a ser hostilizado e vaiado pelo público. Com a expulsão, Messi ainda vai perder a primeira partida da Argentina nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

O ritmo do jogo diminuiu bastante no segundo tempo. Sem Messi, Scaloni resolveu dar uma chance a Di Maria, para tentar recuperar a criatividade perdida após a expulsão de seu principal jogador. O meia do PSG entrou bem no jogo e criou boa jogada, desperdiçada por Aguero. Mal em campo, o Chile ainda conseguiu descontar após pênalti polêmico. O penal só foi confirmado após uma revisão do árbitro junto ao VAR. Vidal foi para a bola e bateu forte, no meio, para marcar o gol de honra do Chile, que parecia satisfeito com a derrota e não pressionou em busca do empate.

Este melancólico adeus da Copa América de 2019, após duas derrotas seguidas, pode também ter colocado um ponto final na geração de ouro do Chile. Com Sánchez, Vidal e Vargas envelhecendo, pode estar na hora dos chilenos começarem a se reciclar, uma vez que os tempos de glória, coroados com duas conquistas seguidas de Copa América, parecem ter ficado para trás. O Chile, vale lembrar, nem foi a Copa do Mundo da Rússia em 2018.

Já a Argentina, pode não ter feito um grande torneio, mas mostrou mais organização e mais disposição do que nas últimas competições que disputou. A missão de Scaloni nestes próximos anos é tentar achar um meio termo entre as jovens promessas da seleção e os craques veteranos. No ano que vem, vale lembrar, teremos mais uma disputa de Copa América – desta vez na Argentina e na Colômbia – e Messi e cia terão mais uma chance de colocar fim ao incômodo tabu de 26 anos sem uma conquista.

REVOLTADO, MESSI CRITICA CONMEBOL E AFIRMA QUE A COPA AMÉRICA ESTÁ ARMADA PARA O BRASIL

Poucas vezes vimos Lionel Messi perder o controle, quando após a injusta expulsão diante do Chile, pela disputa do terceiro lugar da Copa América de 2019. O craque argentino já havia ficado bastante irritado com a controversa arbitragem na derrota para o Brasil, nas semifinais da competição, em partida disputada no Estádio do Mineirão.

Expulso de campo ainda no primeiro tempo, Messi não voltou ao campo de jogo para receber a premiação por conta do terceiro lugar argentino e aproveitou uma rápida conversa com os jornalistas para fazer fortes acusações contra a Conmebol, entidade que comanda o futebol sul-americano.

- Eu não fui à premiação porque eu não preciso ser parte dessa corrupção. Nos faltaram com respeito durante toda a Copa América. Não nos deixaram chegar à final. Creio que não há dúvidas de que o Brasil será o campeão. Lamentavelmente, eu acho que esta Copa está armada para o Brasil vencer. Tomara que os árbitros e o VAR não interfiram e que o Peru possa competir, porque eles têm time para isso, mas eu acho que vai ser muito difícil. A verdade tem que ser dita. Mas eu estou tranquilo, com a cabeça em pé e orgulhoso desse grupo, que está em constante crescimento. Eu quero que mostrem mais respeito com esse grupo, porque ele pode nos dar muitas alegrias. – disse um irritado Lionel Messi, ainda na zona mista da Arena Corinthians, que recebeu pouco mais de 44 mil torcedores para o duelo entre Argentina e Chile.

.

Momento em que o árbitro paraguaio Mario Diaz expulsou Messi e Medel. (VICTOR R. CAIVANO/AP)

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.