Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Max Holloway vence Frankie Edgar e mantém o cinturão dos penas do UFC

Max Holloway vence Frankie Edgar e mantém o cinturão dos penas do UFC

29 Julho 2019por Stefano De Luca

De volta à categoria dos penas – onde não é derrotado aos seis anos – o havaiano Max Holloway mostrou que deixou para trás a decepcionante derrota para Dustin Poirier, que valia o cinturão interino dos leves do UFC. Pelo Main Event do UFC 240, disputado em Edmonton, no Canadá, Holloway dominou Frankie Edgar, venceu na decisão unânime dos jurados e defendeu com sucesso mais uma vez o cinturão dos penas da organização.

Buscando defender o cinturão dos penas mais uma vez, o havaiano tinha pela frente ninguém menos que o sempre valente ex-campeão Frankie Edgar, notoriamente um osso duríssimo de roer. Edgar até conseguiu suportar a pressão de Holloway durante os cinco rounds, mas o havaiano foi claramente superior durante a maior parte da luta e acabou sendo declarado o vencedor, na decisão unânime dos jurados, que deram a vitória a Max, com parciais de 48-47, 49-46 e 50-45.

Implacável desde que perdeu para Conor McGregor em agosto de 2013, há praticamente exatos seis anos, Max Holloway virou invencível na categoria dos penas. Depois de tirar o cinturão de José Aldo, o havaiano venceu a revanche contra o brasileiro e ainda derrotou Brian Ortega, antes de superar Frankie Edgar. No meio do caminho, porém, Max foi tentar a sua sorte na categoria dos leves, que estava com o cinturão vago, mas acabou sendo derrotado por Dustin Poirier, por um triplo 49-46, no Main Event do UFC 236, disputado em abril deste ano, em Atlanta.

Aos 27 anos de idade, o havaiano mantém a supremacia na divisão dos penas, vencendo mais um oponente. Max Holloway agora acumula 21 vitórias e apenas quatro derrotas, em 25 lutas como profissional de MMA. Já o veterano Frankie Edgar, de 37 anos, acaba derrotado mais uma vez em uma disputa de cinturão, sofrendo o sétimo revés em 31 duelos na carreira.

CRIS CYBORG VENCE FELICIA SPENCER E GARANTE QUE QUER REVANCHE COM AMANDA NUNES

Além do duelo entre Max Holloway e Frankie Edgar, o UFC 240, no Canadá, promoveu também o retorno de Cris Cyborg ao octógono. Sem lutar desde que foi derrotada por Amanda Nunes, em dezembro do ano passado, a brasileira mostrou que ainda sabe muito e superou a canadense Felicia Spencer, na decisão unânime dos jurados, com um triplo 30-27, no Co-Main Event da noite em Edmonton.

A ex-campeã dos penas foi superior durante toda a luta, derrotando Felicia Spencer com facilidade. A canadense, portanto, perde a sua invencibilidade, já que jamais havia sido derrotada em sete lutas como profissional de MMA. Cyborg, por sua vez, segue com um invejável cartel de 21 vitórias e apenas duas derrotas em 24 lutas. A brasileira havia perdido uma invencibilidade de 13 anos, ao ser superada por Amanda Nunes, em dezembro do ano passado.

Vale ressaltar, que esta luta foi a última do contrato de Cyborg com o UFC. A brasileira garante que gostaria de renovar o seu contrato, mas a relação desgastada com o presidente da organização, Dana White, pode dificultar uma negociação. Ao contrário do que Dana vem dizendo nas últimas semanas, aliás, Cyborg se mostrou disposta a uma revanche com a sua compatriota, Amanda Nunes.

- Eu treinei muito duro. Obrigado Felicia, pela luta. Agora eu vou deixar o UFC falando com os meus managers, mas vamos ver. É claro que eu quero lutar com a Amanda. Eu pedi a revanche logo depois da luta. – disse, de maneira contundente, Cris Cyborg, ainda no octógono, após derrotar Felicia Spencer.

Logo após a luta, Amanda Nunes deu os parabéns para Cyborg, por meio do Twitter e chegou a pedir uma revanche. Cyborg agiu rápido e logo respondeu, pedindo para que a luta acontecesse em janeiro. Isto tudo vai na contramão do que vinha dizendo Dana White nas últimas semanas. O manda chuva do UFC parecia convicto de que Cris Cyborg não queria enfrentar Amanda Nunes de maneira alguma. Logo após conseguir mais uma vitória na organização, Cyborg criticou o presidente do Ultimate e chegou a acusar Dana White de cometer “bullying” com ela.

- Tem um monte de coisa acontecendo. Todo mundo sabe que a minha relação com o UFC e com o Dana White não é das melhores. Eu sofro bullying dele e da organização. E isso vai continuar acontecendo. Ele quer que eu fale que estou com medo de lutar com ela, mas isso é mentira. Eu já pedi essa luta. Não me deram e me deram a Felicia. Ele gosta de me aterrorizar, quer mexer com a minha cabeça. Eu quero a revanche. Precisamos negociar. Essa é obviamente a luta que eu quero. Eu falo dessa luta há anos. Se eu quero e ela quer, chegaremos em um acordo. Não vejo porque não chegaríamos a um acordo. Janeiro me parece bom. – concluiu uma enfática Cris Cyborg.

Amanda Nunes e Cris Cyborg se enfrentaram, naquela que pode ser considerada uma das lutas mais antecipadas da história da divisão feminina do UFC, em dezembro do ano passado. Na Califórnia, Amanda Nunes chocou o mundo ao derrotar a até então invencível Cris Cyborg com um brutal nocaute, com menos de um minuto de luta. Desde então, Amanda Nunes se sacramentou de vez como a maior lutadora de MMA da história. Aos 31 anos de idade, a baiana vem de nove vitórias consecutivas no UFC, batendo nomes de peso como Cris Cyborg, Ronda Rousey, Holly Holm e Valentina Shevchenko.

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.