Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Liverpool segue na liderança da Premier League, mas Chelsea, Leicester e Man City se aproximam

Liverpool segue na liderança da Premier League, mas Chelsea, Leicester e Man City se aproximam

28 Outubro 2019por Fernando Verchai

Leicester City iguala maior vitória da história da Premier League.

Já na sexta-feira (25/10), o Leicester foi até o sul da Inglaterra, no St. Mary’s Stadium, para encarar o Southampton. O time da casa não vive um bom momento e foi engolido pela equipe comandada por Brendan Rodgers, o que o mantém na zona de rebaixamento para a EFL Championship (segunda divisão inglesa).

O lateral-esquerdo Ben Chilwell, interesse de gigantes ingleses, abriu o placar aos dez minutos e logo depois, Bertrand acabou sendo expulso por entrada dura em Ayoze Pérez, com direito a consulta ao VAR.

Com um jogador a menos, as coisas desandaram de forma assustadora para o time da casa. Com um gol de Youri Tielemans, um de Vardy e outros dois do espanhol Ayoze Pérez, o Leicester alcançou um recorde na Premier League: terminar o primeiro tempo vencendo por 5 a 0 fora de casa. O único que conseguiu este feito foi o Manchester City, sobre o Burnley, em 2010.

Na volta do intervalo, grande parte dos torcedores do Southampton já haviam deixado o estádio, mas o massacre continuou. Ayoze Pérez balançou as redes pela terceira vez no começo da etapa final, e como Jamie Vardy não quis perder a fama de artilheiro, marcou mais dois para igualar o hat-trick do companheiro. De sobra, Vardy assumiu a artilharia da competição, com nove gols, deixando Kun Agüero e Tammy Abraham para trás.

O oito a zero já bastava para o Leicester terminar a partida com o recorde da maior goleada como visitante na história da Premier League, mas Jamie Maddison também deixou o dele nos minutos finais e a equipe se igualou à maior goleada já aplicada na competição: os 9 a 0 do Manchester United, em Old Trafford, sobre o Ipswich Town, em 1995.

MANCHESTER CITY RETOMA SEGUNDO LUGAR

Quando a partida da sexta-feira, entre Leicester e Southampton terminou, a equipe comandada por Brendan Rodgers havia assumido a vice-liderança do campeonato, com 20 pontos somados, cinco há menos que o líder, Liverpool. Mas isso porque a partida foi a primeira da rodada, e quando o Manchester City entrou em campo, neste sábado (26/08), logo se reestabeleceu como principal perseguidor dos Reds.

Logo no começo da partida contra o Aston Villa, Gabriel Jesus girou bem dentro da área e bateu no canto, mas a bola passou pela linha de fundo. O início deixou claro que seria questão de tempo para que a equipe de Pep Guardiola encontrasse o caminho do gol, mas este trabalho acabou sendo mais árduo do que aparentava.

Conforme os visitantes não permitiam que as oportunidades do City se transformassem em gol, passavam a dar seus primeiros passos no campo de ataque. Ederson, mais uma vez, teve papel fundamental para que a partida não tomasse um rumo favorável ao Aston Villa. Mas o time de Guardiola não para e Raheem Sterling parece melhorar a cada partida. Apesar de ter tentado bastante, o atacante inglês não conseguiu ajudar seu time a abrir o placar no primeiro tempo, mas com segundos da etapa complementar, aproveitou-se de “casquinha” de Gabriel Jesus, partiu em velocidade, invadiu a área e bateu por entre as pernas do goleiro para abrir o placar.

O Aston Villa se abateu com o gol sofrido, se perdeu na partida e cedeu à pressão que continuou pelo lado adversário. Kevin De Bruyne e Gundogan deram números finais à partida que terminou em vitória por 3 a 0 do Manchester City, que voltou para a segunda colocação com 22 pontos, três atrás do Liverpool.

CHELSEA EMBALA SEQUÊNCIA DE VITÓRIAS E PASSA PARA O TOP 4

Frank Lampard nunca teve vida fácil no comando dos Blues, mas o time vem surpreendendo e vive uma grande fase. O início foi complicado, principalmente por conta dos desafios de Lampard. O Chelsea perdeu a final da Supercopa da Europa para o Liverpool ainda no começo da temporada e terminou a sexta rodada da Premier League com outra derrota para os Reds, que o mandou para a parte de baixo da tabela, na 11ª colocação.

Para piorar, o time de Lampard acabava de perder a primeira partida da fase de grupos da Liga dos Campeões mesmo jogando em Stamford Bridge. Mas nada como uma bela sequência de sete vitórias para mandar qualquer desconfiança para longe. A vitória sobre o Ajax no meio da semana, pela Liga dos Campeões, levou o time de Londres para a primeira posição do grupo H e o Burnley não conseguiu parar o embalo dos Blues neste sábado, pela Premier League.

O norte americano Christian Pulisic finalmente desencantou com a camisa do Chelsea, marcando logo três vezes na mesma partida. William também marcou um belo gol no segundo tempo e os dois gols do Burnley nos minutos finais não causou muita preocupação para a equipe de Londres, que chegou a sua sétima vitória consecutiva, quarta apenas pela Premier League. Com a vitória por 4 a 2, segue na quarta posição com os mesmos 20 pontos do Leicester City (terceiro colocado).

LIVERPOOL TERÁ JOGO COMPLICADO EM ANFIELD

O time comandado por Jurgen Klopp pode até ter perdido a chance de alcançar dois recordes de vitórias consecutivas na última partida, quando ficou no empate com Manchester United em 1 a 1, mas o Liverpool ainda mantém boa vantagem na liderança da Premier League. São três pontos de vantagem para o Manchester City, segundo colocado, e dez se comparado ao primeiro fora da zona de classificação para a Liga dos Campeões 2020/21 (Arsenal, quinto colocado).

No entanto, os Reds terão de passar por mais um grande desafio se quiserem manter uma larga folga em relação ao City de Pep Guardiola. O Liverpool entra em campo neste domingo (27/10), em Anfield, em duelo que reedita a última final da Liga dos Campeões, contra o Tottenham. A equipe de Mauricio Pochettino passa por situação delicada, com apenas 12 pontos conquistados em nove partidas disputadas, mas principalmente em razão da goleada por 7 a 2 sofrida diante do Bayern de Munique, no primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões.

No torneio europeu, a equipe de Londres conseguiu se recuperar e tomar a segunda colocação do grupo B, mas uma vitória contra o Liverpool neste domingo é fundamental para que o Tottenham não permaneça no meio da tabela e veja os quatro primeiros colocados cada vez mais distantes.

Caso saia derrotado em Anfield, o Tottenham ficará há oito pontos do Chelsea (4º colocado). Assim como aconteceu com o Manchester United na última rodada, pode-se dizer que a diferença dos momentos de Liverpool e Tottenham são gigantes, mas o time de Londres verá esta partida como a melhor oportunidade para reestabelecer a confiança e mostrar à Inglaterra que o time pode ser gigante.

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.