Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Jon Jones vence Gustafsson e conquista o cinturão dos meio-pesados do UFC

Jon Jones vence Gustafsson e conquista o cinturão dos meio-pesados do UFC

04 Janeiro 2019por Stefano De Luca

O UFC tem um novo velho campeão. Pelo Main Event da noite, no UFC 232, em Inglewood, Califórnia, o americano Jon Jones venceu a revanche com o sueco Alexander Gustafsson e voltou a ser o detentor do cinturão dos meio-pesados do UFC. Depois de dois rounds bastante semelhantes, Jones dominou o terceiro assalto, até conseguir derrotar Gustafsson por nocaute técnico. Esta foi a segunda vitória de Jones, no segundo encontro entre os dois. Com o triunfo, Jon Jones herda o cinturão que estava vago, uma vez que Daniel Cormier optou por abrir mão do cinturão dos meio-pesados para tentar a sua sorte na categoria de cima, entre os pesados.

Jon Jones vence Gustafsson e conquista o cinturão dos meio-pesados do UFC

Dentro do octógono, Jones demorou um pouco para se encontrar. No primeiro round, parecia lento e sem ritmo. Aos poucos, Gustafsson foi dominando a luta e foi superior no primeiro assalto. O segundo assalto foi mais parelho. Jones começou a se soltar, mas o sueco continuava mais agressivo, dominando o centro do octógono.

O terceiro assalto foi diferente. Jones, enfim, mostrou que ainda é o mesmo de sempre. O americano entrou nas pernas do sueco, derrubou Gustafsson com um single leg e tomou a guarda, montando nas costas do desafiante. Com duros golpes na cabeça de um rendido Gustaffson, Jones golpeou até a interrupção do árbitro Mike Beltran, vencendo por nocaute técnico.

- É uma sensação incrível. Na primeira vez que eu enfrentei o Gustaffson, permaneci no alcance de seu soco. Desta vez, medi melhor a distância. Ele acertou alguns socos, mas eu estava muito confiante. Alexander é o tipo de cara que se levanta rápido e é perigoso, mas se ele ficar mais de 30 segundos no chão, não vai continuar muito tempo lá. A estratégia era usar o wrestling mesmo. Quero agradecer a todos que estiveram ao meu lado. Minha equipe, meus técnicos e minha família. Eu estou cercado de grandes pessoas. Tem um cara aí que acha que é campeão duplo. Que tipo de cara abandona o seu cinturão só porque eu cheguei em casa? O papai voltou. O papai está em casa, Daniel Cormier. Venha pegar o seu cinturão, ele está bem aqui. – provocou Jon Jones, sempre lembrando de seu grande rival, DC.

Daniel Cormier, aliás, foi assunto constante na entrevista coletiva pós-luta, em Inglewood. É notório de que ele e Jones não se dão bem. Os dois já se enfrentaram duas vezes, ambas pelo cinturão dos meio-pesados. Jones venceu as duas lutas, mas o segundo triunfo acabou virando um No Contest, uma vez que Bones foi flagrado no exame antidoping.

- Daniel Cormier está sempre quieto, a não ser quando é para falar de mim ou do meu legado. Eu vejo os fãs pedindo para ele parar para não soar amargo, mas ele continua insistindo. Ele trabalha o máximo para me derrubar. Ele diz que é o campeão dos meio-pesados mas nunca foi. Nunca me venceu. Sempre vai ter um asterisco quanto a isso. A única maneira que ele tem de mudar isso é me vencendo. Ou ele admite que não foi campeão, ou luta comigo. Mas eu não quero desafiar ninguém. Esta noite é especial para mim. Eu e Gustafsson somos novos, provavelmente lutaremos novamente. Eu não tenho problemas com o DC, mas ele vem e fala que eu sou trapaceiro. Eu não quero subir de peso, para não pegar o cinturão e destruir com o legado dele. – completou Jon Jones, visivelmente incomodado.

Jon Jones vence Gustafsson e conquista o cinturão dos meio-pesados do UFC

JONES REVELA SEDE POR VITÓRIAS E PLANEJA TRÊS LUTAS EM 2019

Dias depois de derrotar Alexander Gustafsson e reconquistar o cinturão dos meio-pesados, Jon Jones foi ao Instagram para falar um pouco sobre os seus planos para 2019. Em longo desabafo, Bones admitiu que se deslumbrou no passado, mas garantiu ser um homem mudado e sonha em lutar três vezes em 2019, sem escolher adversários.

- Quando as ondas mudam, você não presta atenção, mas apenas segue o local para onde o momento está te levando. Eu e minha família viemos até Santa Monica depois da luta para relaxar e focar no que realmente importa na vida. Eu também comi um monte de pedaços de bolo de chocolate, mas me deem um desconto, eu mereci isso. Mas falando sério, os últimos dias algo grande registrou comigo. Em minha mente em meu coração eu senti uma mudança radical e uma fome incontrolável. No passado, eu apenas desligava tudo e ia me divertir e ia para festas. Agora, depois de tudo o que aconteceu, a única coisa que eu quero fazer é voltar para o octógono. Eu quero voltar e provar que sou o maior meio-pesado da história desse esporte. Eu vou voltar para casa esta noite e vou imediatamente para a academia para continuar a crescer como lutador. Eu vou me encontrar com o meu time e já planejar o meu ano. Eu quero destruir 2019. Eu quero lutar três vezes neste ano. Não quero que duvidem de minha dominância. Eu quero fazer isso porque é a minha paixão e é também o que meus fãs merecem. Vocês estiveram comigo em todas e 2019 será um ano incrível para nós. Aos lutadores da minha divisão, o único recado que eu dou é o seguinte: formem uma fila, porque todos vão apanhar. O Rei está de volta e ninguém vai conseguir dormir tranquilamente. Mesma coroa, mesmo reinado, novos rostos, mais dor. Isso é o que eu estou trazendo para 2019. – escreveu Jon Jones, em sua conta no Instagram.

.

Foto de capa: Jones (esq.) vence Gustafsson (dir.). Reprodução / Facebook @ufc

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.