Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Entenda como se joga o rugby

Entenda como se joga o rugby

03 Janeiro 2019por Stefano De Luca

Neste espaço, você conhecerá um pouco mais sobre o rugby. Primo distante do futebol e também do futebol americano, o rugby é um esporte de intenso contato físico, enormemente popular no Reino Unido e também em países como a África do Sul, Austrália, Argentina e a Nova Zelândia. Por ter alguma semelhança com o futebol e ter origens associadas ao esporte mais popular do planeta, o rugby é conhecido também como “rugby football” no Reino Unido, onde o esporte é mais praticado.

O rugby é um esporte coletivo praticado com as mãos e com os pés, utilizando uma bola oval parecida com a do futebol americano, só que consideravelmente maior. Divido em dois tempos de 40 minutos cada, o objetivo do rugby é marcar um “try” que seria o equivalente ao touchdown. No Rugby Union – versão mais popular do jogo – as equipes são compostas por 15 jogadores em campo, com mais sete no banco de reservas. O esporte é jogado em um campo retangular com dois gols em formato de H em cada lado.

Entenda como se joga o rugby

O rugby originou na Inglaterra em meados do século 19. Popular ao redor do mundo, o esporte é jogado por cerca de 6 milhões de pessoas. Destes 6 milhões de praticantes, 2.6 milhões são atletas registrados oficialmente. O esporte é governado pela World Rugby e também pela International Rugby Board, organização que existe desde 1886 e que está presente em 101 países.

As primeiras regras do rugby foram criadas em 1845. Historicamente um esporte amador, o rugby se profissionalizou muito tarde, apenas em 1995, ou seja, pouco mais de 20 anos atrás. O rugby é considerado o esporte nacional de muitos países, como Fiji, Madagascar, Nova Zelândia, Samoa e Tonga.

Assim como no futebol, também existe uma Copa do Mundo de Rugby, disputada a cada quatro anos. Além disso, todo ano é disputado é a Copa das Seis Nações, na Europa e o Campeonato de Rugby, no hemisfério sul. Existe ainda a Copa das Três Nações, disputada entre a Nova Zelândia, a Austrália e a África do Sul. A seleção brasileira de rugby é afiliada da IRB (International Rugby Board) e consta atualmente entre as 40 melhores seleções do mundo no ranking da organização.

Entenda como se joga o rugby

A Seleção Brasileira de rúgbi comprovou sua evolução com uma boa campanha na edição de 2017 do Americas Rugby Championship (Foto: Fotojump)

ENTENDENDO O JOGO: A BOLA, O CAMPO, A PONTUAÇÃO, AS EQUIPES E O EQUIPAMENTO:

Rugby é disputado com uma bola oval, feita de couro e com um comprimento que varia de 28 a 30 centímetros, com uma circunferência total de 74 a 77 centímetros, com uma seção transversal de 58 a 62 centímetros, pesando entre 410 e 460 gramas. Já o campo, por sua vez, é feito de grama e é preciso ter um comprimento máximo de até 144 metros, com uma largura máxima de até 70 metros. Uma linha de meio de campo divide os dois lados.

Cada equipe conta com 15 jogadores de linha e mais sete no banco de reservas. Os jogadores normalmente se posicionam paralelamente um ao outro, uma vez que não é permitido que os jogadores se posicionem à frente da bola. Diferentemente do futebol americano, no rugby, você tem poucas proteções e essas são feitas de material flexível, como espuma ou borracha. Além da chuteira, o jogador de rugby utiliza uma ombreira, uma boqueira e um scrum cap, que é um capacete com partes amaciadas para proteger o crânio de impactos mais fortes.

A pontuação do rugby é bem similar à do futebol americano. O try seria o equivalente ao touchdown. O try vale cinco pontos e consiste em apoiar uma das mãos ou a bola no chão da “endzone” da equipe adversária (conhecida como área de validação), localizada no final do campo do adversário, depois dos postes.

Entenda como se joga o rugby

Sempre após o try, a equipe que conseguiu pontuar ainda tem direito a tentar uma conversão, que vale dois pontos. A conversão nada mais é que uma espécie de “field goal”. Trata-se de um chute que precisa entrar acima da trave e entre os dois postes do gol em forma de H. Existe ainda o chamado “drop goal”, que vale três pontos. Para fazer isso, o atleta pode desferir a qualquer momento da partida, um chute, tentando fazer a bola passar entre a trave. O único porém é que a bola precisa tocar no chão. Logo após ela atingir o solo, o jogador precisa efetuar o chute. Outra forma de pontuar é convertendo um penalty goal. Isso acontece quando um jogador sofre uma falta. Ele então tem a oportunidade de efetuar um chute em direção aos postes, no lugar em que ocorreu a infração.

AS POSIÇÕES DE CADA UM DOS 15 JOGADORES:

Vamos falar agora sobre as posições dos 15 jogadores que formam uma equipe de rugby. São oito atletas avançados (atacantes) e ainda sete recuados (defensores). Os oito jogadores avançados são conhecidos como: pilar fechado, talonador, pilar aberto, segunda linha (dois), asa cego, asa aberto e oitavo. Já os sete defensores são: meio scrum, abertura, ponta esquerda, primeiro centro, segundo centro, ponta direito e zagueiro.

Além dos 15 jogadores titulares, cada treinador conta ainda com sete opções no banco de reservas, sendo permitido até sete substituições por jogo.

REGRAS DO JOGO:

O objetivo principal do rugby é levar a bola de um lado do campo até o outro, marcando o try. Vale lembrar, porém, que no rugby não se pode tocar a bola para um jogador que está a sua frente. Para isso, existe o conceito da “linha imaginária” da bola. Se um jogador da equipe que tiver a posse de bola lançar a bola para um jogador que estiver a sua frente, este estará considerado “fora de jogo” e o passe seria considerado irregular, resultando em uma penalidade, com a realização de um scrum no local da penalidade. Sendo assim, o que normalmente acontece é que o jogador que está com a posse de bola avança ao ataque, sendo seguido pelos seus companheiros de equipe.

Com as mãos, a única possibilidade é passar a bola para os lados ou para trás. Você pode, contudo, passar a bola para frente com os pés, por via de um ponta pé, mas apenas jogadores que estiverem atrás da linha da bola podem persegui-la.

Para roubar a bola, um atleta da equipe adversária pode realizar um tackle no jogador que estiver portando a bola. Isso forçaria um ruck – similar ao fumble do futebol americano. Existe ainda no rugby o scrum. O scrum acontece quando os oito jogadores avançados das duas equipes se formam uns contra os outros.

Parecido com o ruck, existe ainda o maul. Este acontece, porém, quando a bola está nas mãos de um jogador e não no chão. O maul acontece quando um jogador de cada equipe está em contato com o atleta carregando a bola.

A PROFISSIONALIZAÇÃO DO RUGBY:

Por tradição, o rugby, durante quase um século e meio, foi considerado um esporte amador. A profissionalização do rugby só aconteceu, de fato, em 1995. A International Rugby Board decidiu abrir o esporte para todos. Havia a preocupação em manter o esporte como amador para preservar a essência do rugby, que normalmente é definido em cinco valores: integridade, respeito, solidariedade, paixão e disciplina. Um ditado popular diz o seguinte: “o rugby é um esporte de brutos jogado por cavalheiros”. Alguns temiam que a profissionalização do esporte diminuiria a importância desses valores.

Entenda como se joga o rugby

ARBITRAGEM:

No rugby, os árbitros são em sua essência semelhante aos do futebol. No total são três árbitros, um principal e dois que atuam em cada uma das laterais do campo, que atuam como bandeirinhas. Em grandes competições, existe ainda o árbitro de vídeo. Apenas os capitães de cada equipe podem se dirigir ao árbitro. Os outros jogadores são proibidos de ter qualquer contato com o árbitro. Existem dois cartões no rugby: o amarelo resulta em suspensão temporária de dez minutos, enquanto o vermelho resulta em expulsão para o restante da partida.

RUGBY NO BRASIL:

O rugby começou a ser praticado no Brasil – mais precisamente em Salvador – no século XIX. Durante este período, os ingleses viajaram ao redor do mundo e aproveitavam para espalhar pelo globo os seus dois esportes prediletos na época: o futebol e o rugby. Apesar da gritante diferença de popularidade entre os dois esportes hoje em dia pelo Brasil, durante o início do século XX, o rugby era bastante popular entre a elite brasileira.

Com o tempo, porém, o rugby foi caindo no esquecimento e beirando a irrelevância no Brasil. O Brasil jamais participou de uma Copa do Mundo de Rugby e participou do rugby nas Olímpiadas de 2016 apenas porque o Rio de Janeiro sediou o evento.

Uma figura histórica que foi de crucial importância para a introdução do rugby no Brasil foi o lendário Charles Miller. Sim, ele mesmo. Considerado o “pai do futebol” no Brasil, o brasileiro de origem anglo-escocesa foi também quem introduziu o rugby no Brasil. Em 1894, quando retornou de viagem ao Reino Unido, ele trouxe consigo uma bola de futebol e uma bola de rugby na bagagem. Notório esportista, Charles Miller jogava futebol, rugby, cricket e tênis.

Entenda como se joga o rugby

Charles Miller: o “pai” do futebol brasileiro (futebol, rugby, polo aquático…)

Nos dias atuais, o rugby é considerado por especialistas como um dos esportes que mais cresce em popularidade no Brasil. Em 2015, uma partida de rugby foi disputada pela primeira vez em um dos principais estádios de futebol do país. No Estádio do Pacaembu, em São Paulo, cerca de 10 mil pessoas acompanharam ao jogo entre Brasil e Alemanha. Foi o recorde de público de uma partida de rugby no Brasil.

Apesar deste crescimento, o rugby ainda aparece atrás de esportes coletivos como futebol, futsal, handebol, voleibol, basquete e futebol americano na preferência dos brasileiros. O esporte se profissionalizou no país em 1996. Estima-se que cerca de 30 mil pessoas praticam rugby no Brasil.

O esporte é organizado no Brasil pela Confederação Brasileira de Rugby, tendo seis federações estaduais como afiliadas: Paulista, Mineira, Fluminense, Paranaense, Catarinense e Gaúcha. O rugby conta com quatro campeonatos nacionais no Brasil: o Campeonato Brasileiro de Rugby, o Taça Tupi, o Campeonato Brasileiro de Rugby Sevens e o Super Sevens.

RUGBY SEVEN:

Também conhecido como o rugby de sete, o rugby seven é uma variante do rugby. Bastante popular na Europa, na Oceania e em alguns lugares da Ásia, esta variação do rugby é jogada por duas equipes de sete jogadores cada e em dois tempos, de apenas sete minutos cada. Os torneios de rugby de sete são bem mais curtos do que os de rugby, durando apenas um ou dois dias. O rugby seven foi criado em 1883 na Escócia.

A principal competição do rugby seven é a Copa do Mundo de Rugby Sevens, disputada a cada quatro anos. Além disso, é disputado anualmente o Sevens World Series, com países dos cinco continentes. A categoria foi ainda incluída nos Jogos Olímpicos a partir de 2016.

No Brasil, existem dois campeonatos nacionais de rugby seven. São eles: o Super Sevens e o Campeonato Brasileiro de Rugby Sevens.

REGRAS DO RUGBY SEVEN:

7 jogadores titulares

5 jogadores reservas

3 substituições por jogo

2 tempos de 7 minutos cada

Prorrogação de 5 minutos em caso de empate

1 minuto de intervalo entre os dois tempos

Conversões são feitas via drop kick (ao invés do place kick, como ocorre no rugby tradicional)

Scrum com 3 jogadores, ao invés de oito, como no rugby tradicional

POSIÇÕES DO RUGBY SEVEN:

São três avançados: dois pilares e um talonador e quatro recuados: um meio scrum, um abertura, um centro e um ponta/zagueiro.

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.