Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Com polêmica, Palmeiras fica no empate com o Novo Horizontino

Com polêmica, Palmeiras fica no empate com o Novo Horizontino

27 Março 2019por Stefano De Luca

Novo Horizontino e Palmeiras ficaram no 1 a 1 pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista. Disputado em Novo Horizonte, com mando de campo da equipe do interior, o Novorizontino chegou a sair na frente, mas viu o Verdão buscar o empate. O resultado deixa o confronto em igualdade para o segundo e decisivo duelo entre os dois. Palmeiras e Novorizontino voltam a se enfrentar às 21 horas desta terça-feira, no Estádio do Pacaembu, com mando do alviverde.

O confronto realizado no Estádio Jorge Ismael de Biasi marcou também a primeira aparição do VAR no Campeonato Paulista. Como mandava o regulamento, na edição deste ano do Paulistão, a partir das quartas de final, os árbitros terão o auxílio do árbitro de vídeo. E acontece que logo de cara, tivemos polêmica com o VAR. o árbitro de vídeo acabou tendo um papel determinante na confirmação do gol do Novorizontino, que saiu após suposta mão na bola de Murilo Henrique, mas o VAR acabou confirmando a validação do gol.

O polêmico gol foi também o primeiro da noite, marcado por Cléo Silva. Já no segundo tempo, o VAR voltou a ser destaque, quando ajudou a marcar um pênalti para o Novo Horizontino. Murilo Henrique – mesmo envolvido na polêmica do gol – foi para a bola, mas bateu mal, parando em boa defesa de Fernando Prass. O Palmeiras foi para o ataque e deixou tudo igual com Arthur Cabral, que bateu bonito para marcar o seu primeiro gol com a camisa do Palmeiras.

O jogo foi lá e cá e poderia ter tido mais gols. Borja mais uma vez se destacou negativamente, perdendo duas grandes chances ainda no primeiro tempo. O colombiano foi substituído por Arthur ainda no intervalo do jogo. O Novorizontino criou mais chances no primeiro tempo, mas após empatar, o Verdão pressionou na etapa final, em busca da virada que não veio.

O empate deixa o confronto totalmente em aberto para a partida de volta, que acontece nesta terça-feira, às 21 horas, no Estádio do Pacaembu. Quem vencer, avança rumo às semifinais. Um novo empate no tempo regulamentar leva a decisão para os pênaltis.

VAR GERA POLÊMICA E PALMEIRAS E FPF VOLTAM A ENTRAR EM ATRITO

No ano passado, o Palmeiras se envolveu em uma confusão daquelas com a Federação Paulista de Futebol. No segundo jogo da decisão, o Verdão empatava com o rival Corinthians por 1 a 1, resultado que ia levando a decisão para os pênaltis. Até que, no segundo tempo do jogo, Dudu caiu na área após disputa com Ralf e viu o árbitro marcar pênalti. Após muita confusão e uma conversa com os seus auxiliares, o juiz decidiu voltar atrás, anulando o pênalti. O empate prevaleceu e o jogo foi para os pênaltis, com o Corinthians vencendo e ficando com a taça.

Acontece que o Palmeiras não se conformou com a atitude do árbitro, acusou a FPF de “interferência externa” e criticou a organização do futebol paulista, chamando o Estadual de “paulistinha”. Em atrito com a Federação Paulista desde então, o Verdão voltou a alfinetar a FPF após a polêmica do VAR, na confirmação do gol do Novorizontino neste sábado.

- Para que existe o VAR na Federação Paulista de Futebol? Para o Palmeiras não existe. A Federação Paulista defende o indefensável. É a mesma postura do Paulistinha do ano passado. – criticou o Palmeiras, por meio de sua conta no Twitter.

Os dirigentes palmeirenses também se irritaram com o VAR e com a FPF. O mais exaltado era Cícero de Melo, gerente de futebol do Palmeiras.

- A mim nada surpreende. Na decisão do ano passado, não tinha VAR, mas o diretor da FPF foi o VAR. o lance que nos tiraria a oportunidade de tomar o gol sequer foi checado. – disse Cícero, na coletiva pós-jogo.

Já a FPF se defendeu das acusações do Palmeiras e parabenizou os árbitros pela atuação no jogo, garantindo que Thiago Duarte Peixoto – responsável pelo VAR – acertou na marcação do pênalti do Novorizontino e também na validação do gol da equipe do interior.

- Na sala eles checaram. Passaram por todas as imagens, inclusive na que aparece na televisão. Para eles, porém, o toque não era claro. Eles buscaram mais imagens. Em outras duas imagens, eles concluíram que a bola claramente não toca no braço, mas sim na barriga, perto da costela do jogador. Não houve infração. – disse Edilson Corona, presidente da Comissão de Arbitragem da FPF.

O presidente da Comissão de Arbitragem ainda se alongou sobre o VAR e elogiou a atuação do juiz Raphael Claus, que foi o árbitro central do jogo.

- A gente sabe que ainda é um processo difícil. Temos vários jogos pela frente, mas estamos empenhados em fazer o melhor trabalho possível. Nem sempre seremos entendidos por todos. Eu gostei muito da atuação do Claus. Tivemos a oportunidade de rever para confirmar a legitimidade. Isso que é o legal do VAR. No lance do pênalti eles também acertaram. Ele não estava no melhor ângulo na jogada e deixou o lance seguir. Depois, parou o jogo e de forma correta concluiu que houve uma infração e dá o pênalti. A arbitragem deste jogo foi extremamente satisfatória, mas estamos sempre buscando ser melhores. – finalizou Corona.

Palmeiras e Novorizontino voltam a se enfrentar na noite desta terça-feira no Pacaembu, em duelo que vale uma vaga nas semifinais do Campeonato Paulista.

.

Foto de capa: O árbitro Raphael Claus pede a verificação de lance no VAR. (Cesar Greco)

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.