Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Com Marta em campo, Brasil abre vantagem, mas toma virada no 2º tempo

Com Marta em campo, Brasil abre vantagem, mas toma virada no 2º tempo

14 Junho 2019por Fernando Verchai

Mesmo sofrendo 2 a 0, Austrália diminui vantagem no primeiro tempo e vence no final.

Tendo iniciado a Copa do Mundo com uma boa vitória sobre a Jamaica, a seleção brasileira iniciou bem o jogo contra a Austrália. Marta, que se recuperou de lesão, começou a partida entre as titulares, fazendo com que Bia Zaneratto voltasse para o banco de reservas. A principal jogadora da equipe coreana Incheon Hyundai, atual tetracampeã do campeonato nacional, esteve em campo durante a maior parte da primeira partida, contra a Jamaica, mas teve pouco tempo nesta partida.

PRIMEIRO TEMPO NERVOSO

A cena era de Marta. Mas a maior artilheira da seleção brasileira teve pouco espaço e muita marcação durante a partida, e as brasileiras criaram pouco nos primeiros minutos, apesar de trocar bons passes e atacar com velocidade. Enquanto se defendia bem, a seleção australiana tinha um objetivo muito claro no jogo: apostar nas bolas aéreas, pois suas jogadoras são muito altas.

Depois da intensidade inicial, o jogo ficou muito truncado e as melhores oportunidades surgiram com Andressa Alves, em assistências que passaram por pouco do ponto ideal. Mas as australianas assustaram quando Kethellen Alves deixou seu posto na defesa e perdeu uma dividida no meio. A bola ficou com Tameke Butt, que invadiu a área e acabou derrubada pela volante Thaisa Moreno, que tentou recuperar o espaço deixado pela zagueira.

O lance foi para revisão, pois a árbitra não apitou o pênalti. No entanto, mesmo havendo o contato faltoso na área, a juíza constatou que a bola bateu na mão da australiana anteriormente, na dividida com Kethellen, e marcou falta para o Brasil.

Depois do susto, a equipe de Vadão voltou a se arriscar mais no ataque, e a postura gerou bons frutos: Tamires avançou pela esquerda e cruzou para a outra lateral, Letícia Santos, que fez o domínio e foi puxada na área quando se preparava para a finalização. Marta foi para a cobrança e mandou a bola de um lado, enquanto a goleiro foi para o outro: 1 a 0.

A Austrália foi em busca do empate da mesma forma: com cruzamentos na área, e chegou a fazer Bárbara trabalhar. Mas foi o Brasil que balançou as redes, mais uma vez: Tamires passou a bola por baixo da perna da adversária, pela lateral, e mandou um belo passe para Debinha, que fez chegou na bola já em posição de fazer o cruzamento para Cristiane completar pro gol.

Com a boa vantagem, a Seleção Brasileira acabou recuando demais e as australianas aproveitaram para pressionar muito. E o gol veio ainda no primeiro tempo, já nos acréscimos, Chloe Logarzo desviou um cruzamento e a bola sobrou para Caitlin Foord, que só teve o trabalho de tocar para o gol.

SELEÇÃO BRASILEIRA RECUA DEMAIS E SOFRE VIRADA

Com as saídas de Marta e Formiga, Ludmila foi quem ganhou uma chance no lugar da camisa 10, e Luana Bertolucci voltou para ocupar a vaga da jogadora de 41 anos de idade. A atacante que substituiu a maior artilheira da seleção atua pelo Atlético de Madrid, atual campeão do Campeonato Espanhol, com 12 gols em 30 jogos na temporada pelo clube.

No entanto, a seleção não foi mais a mesma. Cristiane passou a ser a maior referência ofensiva, constantemente brigando com a defesa adversária, e Debinha teve a melhor oportunidade quando saiu em grandes condições pelo lado esquerdo, invadiu a área e chutou pra fora, mas tinha Andressa Alves livre de marcação na marca do pênalti.

Por outro lado, a Austrália não parava de pressionar a defesa brasileira, em 90% das vezes com bolas aéreas. E o gol de empate veio em um cruzamento Chloe Logarzo, que contou com Sam Kerr, não alcançando a bola e enganando a goleira Bárbara, para balançar a rede. Apesar da confusão, era uma bola defensável.

Depois de quase 10 minutos de um jogo equilibrado, com chances para os dois lados, a Austrália virou o jogo em mais um cruzamento e lance polêmico: a lateral Ellie Carpenter jogou na área do meio de campo, para a impedida Sam Kerr, que apesar de não ter tocado na bola, participou da jogada. No entanto, como foi Mônica Alves, tentando interceptar o cruzamento, quem cabeceou contra o próprio patrimônio, a juíza entendeu que o gol foi válido. O acontecimento acabou abalando as brasileiras, que não tiveram forças para reagir. Nem mesmo a entrada de Bia Zaneratto foi capaz de interferir no resultado, que permaneceu em 3 a 2 para as australianas.

LIDERANÇA TEMPORÁRIA DO BRASIL PELO GRUPO C

Em razão dos 3 a 0 sobre a Jamaica na primeira rodada, a seleção brasileira ainda lidera o grupo pelo saldo de gols, mas soma os mesmos três pontos de Itália e Austrália. A seleção italiana jogará nesta sexta-feira (14/06) contra a Jamaica, e não deve ter problemas para alcançar os seis pontos e assumir a liderança.

Já na próxima rodada, a Austrália jogará contra a Jamaica, que deve terminar a fase de grupos sem pontuar, o que levaria as australianas aos seis pontos. Assim, a seleção brasileira precisa da vitória contra a Itália, em um jogo que será decisivo e muito duro para as brasileiras. Caso vença, os seis pontos devem classificar o Brasil para o mata-mata, ainda que as outras seleções façam maior saldo sobre a Jamaica, já que os quatro melhores terceiros colocados também avançam.

Notícias relacionadas:

.

Foto de capa: Brasil x Austrália (Crédito: Pascal GUYOT / AFP)

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.