Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Com 0 a 0, juiz interrompe jogo após confusão nas arquibancadas; Santos está eliminado da Libertadores

Com 0 a 0, juiz interrompe jogo após confusão nas arquibancadas; Santos está eliminado da Libertadores

29 Agosto 2018por Stefano De Luca

De maneira lamentável e melancólica, o árbitro chileno Júlio Bascuñan deu por encerrada a partida entre Santos e Independiente aos 42 minutos do segundo tempo, alegando falta de segurança para o prosseguimento do jogo. Isso porque a torcida santista – revoltada com a punição imposta pela Conmebol – resolveu armar uma bagunça daquelas, soltando bombas no gramado do Pacaembu, em São Paulo, quando o placar anotava 0 a 0.

Vale lembrar que na terça-feira passada, os dois times também haviam empatado sem gols em Avellaneda. O empate sem gols em São Paulo levaria a decisão para os pênaltis, mas a punição imposta pela Conmebol, pela escalação irregular de Carlos Sánchez, mudou o placar do jogo de ida para 3 a 0 para o Independiente, que está classificado para as quartas de final. Eliminado da competição, o Santos promete recorrer nos tribunais.

A arbitragem encerrou o jogo antes do fim do segundo tempo, depois das tentativas de invasão por parte da torcida do Santos (Paulo Whitaker/Reuters)

 

O jogo

A verdade é que o Santos não jogou bem. Com os nervos à flor da pele, o Peixe não conseguiu se encontrar em campo e demonstrava um nervosismo acentuado, até normal pela punição imposta pela Conmebol horas antes da bola rolar no Pacaembu. Com menos de 15 segundos de jogo, Gabigol deu um carrinho desnecessário no meio de campo e poderia até ser advertido com um cartão pelo árbitro, que optou por pedir calma ao atacante santista.

Calma foi tudo que o Santos não teve. Sem meio de campo, o Peixe se mostrou afobado em campo, querendo resolver a partida o mais rápido possível. O 4-2-4 de Cuca acabou não dando certo. Mesmo assim, o Santos ainda criou duas chances de ouro para marcar, ambas com Gabigol, que perdeu gols que não se pode perder em jogos como esse.

O resultado parcial poderia ter sido ainda pior para o Peixe, caso o árbitro não tivesse deixado de dar um pênalti claríssimo de Lucas Veríssimo em Meza. Nos acréscimos, Vanderlei ainda cometeu pênalti em Hernández. Desta vez, o juiz viu. Meza foi para a bola e cobrou muito mal, parando em Vanderlei.

Sempre muito supersticioso, o técnico Cuca resolveu se inspirar na equipe santista de 1995, que conseguiu uma virada épica diante do Fluminense nas semifinais daquele ano. Na época, neste mesmo Pacaembu, os atletas do Santos não desceram para o vestiário e passaram o intervalo dentro do campo, junto da torcida.

Desta vez, porém, não deu tão certo. Com Bryan Ruiz no lugar de Bruno Henrique já no intervalo, Cuca esperava ganhar o meio de campo, mas o Santos pouco produziu. Com Rodrygo apagado pela esquerda, o lado direito santista continuou sobrecarregado e o chuveirinho virou lei. Apesar da necessidade santista de marcar, quem esteve mais perto do gol foi o Independiente, que carimbou o travessão de Vanderlei em bomba de Hernández.

Aos 42 minutos de jogo, a torcida santista, revoltada com a equipe e com a Conmebol, começou a balançar o alambrado que separa a arquibancada do campo e passou a jogar bombas no gramado. Assustados, os jogadores do Independiente logo fugiram para o vestiário e sem condições de continuar a partida, o árbitro se viu obrigado a encerrar a partida.

Cenas lamentáveis roubam a cena no final

A partir dos 38 minutos do segundo tempo, os torcedores do Santos – já cientes de que a equipe não conseguiria marcar três gols em menos de 10 minutos – começaram a causar no Pacaembu. Torcedores alvinegros jogaram bombas no gramado do Pacaembu e entraram em conflito com a polícia, que tentava controlar a situação.

O árbitro encerrou a partida aos 42 minutos por falta de segurança e alguns torcedores começaram a chutar o portão de acesso ao gramado. Alguns deles conseguiram invadir o gramado. Até o técnico Cuca se envolveu na confusão. Ao ver um dos torcedores ser imobilizado por um PM que tentava controlar a situação, o treinador santista bateu boca com o policial. Muitas cadeiras do Pacaembu também foram depredadas pelos vândalos.

Policial militar contém torcedor que tentou invadir o gramado do Pacaembu (Paulo Whitaker/Reuters)

Santos entrará com recursos nos tribunais

Apesar do apito final do árbitro Julio Bascuñan, o confronto entre Santos e Independiente ainda está longe de estar encerrado. Vamos relembrar. Na manhã de terça-feira – horas antes do duelo no Pacaembu – a Conmebol oficializou a punição ao Santos, por escalar irregularmente o atleta Carlos Sánchez na partida de ida das oitavas de final da Libertadores, diante do mesmo Independiente, na Argentina.

Como consequência disso, a Conmebol resolveu declarar o Santos como culpado pela confusão e mudou o resultado da partida de ida – que havia sido 0 a 0 – para uma vitória por 3 a 0 do Independiente. Mesmo antes do decisivo duelo no Pacaembu – que também terminou em 0 a 0 – o Santos já havia se pronunciado oficialmente afirmando que entraria com todas as medidas possíveis para reverter a punição imposta pela confederação.

O clube apelará para as instâncias superiores da justiça esportiva e não descarta, inclusive, levar o caso até o TAS, na Suíça. Na chegada ao Pacaembu, o presidente santista, José Carlos Peres, chegou a declarar que tentaria paralisar a disputa da Copa Libertadores até que o caso fosse resolvido.

Independiente terá confronto argentino nas quartas

Quem não tem nada a ver com a confusão envolvendo o Santos e a Conmebol é o Independiente, que já se prepara para jogar as quartas de final da Copa Libertadores. Classificado depois de toda a polêmica envolvendo o Peixe, o clube argentino – maior vencedor da Libertadores com sete títulos – terá pela frente nas quartas de final um rival local. Resta saber qual. Na noite desta quarta-feira, no Monumental de Nuñez, o River Plate recebe o Racing. No primeiro jogo, disputado no Presidente Perón, o 0 a 0 prevaleceu. Quem vencer avança para as quartas de final do torneio, para enfrentar o já classificado Independiente.

Gabriel lamenta gol perdido contra o Independiente, no Pacaembu (Foto de capa: Paulo Whitaker/Reuters)

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes valores:
1º lugar: Vale-compra de R$200 (US$50)
2º lugar: Vale-compra de R$100 (US$25)
3º lugar: Vale-compra de R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes valores:
1º lugar: Vale-compra de R$500 (US$125)
2º lugar: Vale-compra de R$300 (US$75)
3º lugar: Vale-compra de R$200 (US$50)
4º lugar: Vale-compra de R$100 (US$25)
5º lugar: Vale-compra de R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os vales-compras serão exclusivamente para as lojas designadas.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.