Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Cadê a final da Libertadores?

Cadê a final da Libertadores?

26 Novembro 2018por Stefano de Luca

A final da Copa Libertadores foi adiada e uma nova data para a realização da partida ainda não foi divulgada pela Conmebol. Foi esta a notícia que bombou os noticiários durante o final de semana. Tudo começou no sábado. Depois de empatarem por 2 a 2 em La Bombonera, River Plate e Boca Juniors decidiriam a Libertadores no final da tarde de sábado, no Monumental de Nuñez, casa do River. Tudo mudou, porém, assim que o ônibus do Boca Juniors contornava as últimas curvas para chegar ao estádio. Já nas proximidades do Monumental de Nuñez, o ônibus do Boca foi cercado por torcedores do River, que alvejaram o ônibus com pedras e paus.

A confusão causou um verdadeiro caos. As pedras estouraram os vidros do ônibus, o motorista desmaiou ao levar uma pedrada, jogadores do Boca Juniors – como o capitão Pablo Perez – sofreram ferimento nos olhos por conta de estilhaços de vidro. Para piorar a situação, a polícia local tentou controlar o caos jogando bombas de gás, o que acabou fazendo com que diversos jogadores do Boca passassem mal, ainda dentro do ônibus.

Ao chegar aos vestiários do Monumental de Nuñez, os jogadores do Boca estavam claramente sem condições de disputar uma partida desta magnitude. A decisão da Conmebol, a princípio, foi de adiar o início do jogo em uma hora. Revoltados com a decisão da organização, os jogadores do Boca declararam que não entrariam em campo, o que fez a Conmebol postergar o início da partida em mais três horas. Mesmo depois de tanto tempo, os jogadores do Boca continuaram se recusando a entrar em campo. Sendo assim, a Conmebol anunciou que a final seria postergada para a tarde de domingo.

Pois bem, domingo chegou e o jogo não aconteceu. Apesar da Conmebol ter garantido de que o jogo aconteceria, os jogadores do Boa Juniors – apoiados pelo seu treinador e também pelo presidente da agremiação – continuaram se recusando a entrar em campo. Depois de horas de negociações, foi resolvido pela Conmebol de que o jogo seria adiado mais uma vez, desta vez sem uma nova data para acontecer, algo que seria “discutido durante a semana”, ainda de acordo com a organização.

PRESIDENTE DA CONMEBOL DIZ QUE FINAL FOI ADIADA PARA NÃO HAVER “DESIGUALDADE ESPORTIVA”

Não é segredo para ninguém que a Conmebol era contra o adiamento da final da Libertadores. Depois de adiar a final durante algumas horas no sábado e depois remarcá-la para o domingo, apenas para ser adiada novamente, a entidade se pronunciou sobre a polêmica. Em curto comunicado com a imprensa, o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, disse que a decisão de adiar a final para uma nova data – ainda não divulgada – foi tomada para que a “igualdade esportiva” seja mantida, uma vez que os jogadores do Boca Juniors alegavam não estar em condições de jogo.

- Não havia condições esportivas para o jogo acontecer. Nós não queremos que haja desigualdade esportiva. Queremos um bom e justo espetáculo esportivo. Que não haja desculpas. Esta não é uma suspensão da final, é apenas um adiamento. Em conjunto com os presidentes dos dois clubes, nós vamos remarcar a partida para uma nova data. Vamos buscar a data adequada e a partida será disputada. – declarou o mandatório da Conmebol.

Quem também falou sobre o adiamento da partida foi o treinador do Boca Juniors, Guillermo Schelotto. Durante uma breve entrevista coletiva, o técnico do Boca confirmou que os seus jogadores não estavam em condições de jogo.

- Claramente estávamos em desvantagem esportiva, tanto no sábado quanto no domingo. Não havia condições do Boca jogar. Nós não estávamos nas mesmas condições do River. Lamentavelmente isso aconteceu. Uma final de Libertadores não deveria ser assim. Seja o River ou qualquer outro adversário, os dois clubes precisam chegar nas mesmas condições. – disse o técnico do Boca Juniors.

Quem também falou sobre o adiamento da final da Copa Libertadores foi Rodolfo D’Onofrio, presidente do River Plate, que confirmou que o River cedeu às exigências do Boca, para que a final fosse postergada para uma nova data.

- Generosamente, o River aceitou não jogar para estar em igualdade de condições com o Boca. Sobre as novas datas, não quero me antecipar. Vamos esperar para definir isto até a terça-feira. – declarou o mandatório do River Plate.

Uma reunião na manhã desta terça-feira, na sede da Conmebol, em Assunção, no Paraguai, decidirá a nova data da final da Libertadores. A reunião contará com a presença dos presidentes do Boca Juniors e do River Plate. Vale lembrar que a Conmebol tem pressa para decidir uma nova data para a partida, uma vez que o vencedor da Copa Libertadores precisa ser conhecido logo, já que o Mundial de Clubes da Fifa começa no dia 12 de dezembro, nos Emirados Árabes Unidos. O vencedor da Libertadores estreia na semifinal da competição, no dia 18 de dezembro.

Tendo isso em vista, chegou a ser especulada na imprensa argentina a possibilidade do jogo de volta da final da Copa Libertadores acontecer em Abu Dhabi, para que o campeão já fique por lá para a disputa do Mundial. O regulamento da Libertadores, porém, veta que isso aconteça, uma vez que a primeira partida aconteceu no estádio do Boca Juniors e uma segunda partida em campo neutro feriria a igualdade esportiva da decisão.

A tendência é que o jogo de volta da final da Copa Libertadores aconteça mesmo no Monumental de Nuñez, ou em algum outro estádio, a ser escolhido pelo River Plate. Boca e River ficaram no empate em 2 a 2 no jogo de ida da decisão, que aconteceu na Bombonera, casa do Boca. Como na final não existe a regra do gol fora de casa, qualquer empate no jogo de volta levará a decisão para a prorrogação, onde em caso de nova igualdade, o campeão será decidido nos pênaltis. Quem vencer no tempo normal, fica com a taça. O Boca Juniors luta pelo seu sétimo título de Libertadores, enquanto o River Plate sonha em conquistar a taça continental pela quarta vez.

Torcedores do River Plate ante o anuncio da postergação da partida. (Foto: AP)

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.