Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Athlético-PR faz 2 a 0 no Grêmio, vence nos pênaltis e está na final da Copa do Brasil

Athlético-PR faz 2 a 0 no Grêmio, vence nos pênaltis e está na final da Copa do Brasil

05 Setembro 2019por Stefano De Luca

O Athlético Paranaense precisou reverter uma grande desvantagem para superar o Grêmio, na Arena da Baixada, e conquistar sua vaga na grande final da Copa do Brasil. O Furacão sabia que precisaria escalar uma montanha em Curitiba para avançar à decisão. Isso porque o Imortal venceu a partida de ida por 2 a 0, em Porto Alegre, construindo uma grande vantagem para o confronto da volta. Na Arena da Baixada, porém, o Athlético Paranaense fez um grande jogo, dominou as ações da partida, venceu por 2 a 0 no tempo regulamentar e avançou depois de vencer por 5 a 4 nas cobranças de pênaltis.

Os gols do Athlético-PR no tempo normal foram marcados pelos atacantes Nikão e Marco Ruben. O primeiro abriu o placar ainda na primeira etapa, após rebote de Bruno Guimarães, que acertou o travessão de Paulo Victor. Já na segunda etapa, Rony fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Ruben, que testou para o gol. No finalzinho, o argentino ainda quase marcou um gol contra, mas Santos fez uma linda defesa, no reflexo, impedindo um desastre em Curitiba. Nos pênaltis, o Athlético acertou as suas cobranças, enquanto o Grêmio acertou as suas quatro primeiras. O garoto Pepê, encarregado da última cobrança gremista, desperdiçou e viu as chances de classificação do Grêmio irem para o espaço.

O Grêmio lamentará demais a ausência de Everton Cebolinha. Principal jogador da equipe, o atacante estava suspenso e não pôde entrar em campo diante do Athlético, sendo substituído pelo garoto Pepê. Outra ausência foi a de Maicon, jogador fundamental no esquema de Renato Gaúcho e que, lesionado, deu lugar a Rômulo, que tem características diferentes, mais de marcação.

Do outro lado, Tiago Nunes também escalou um Athlético com algumas alterações, mandando a campo uma equipe mais jovem, a começar pela linha defensiva, formada por Khellven, Robson Bambu, Lucas Halter e o experiente Márcio Azevedo. No meio de campo, Léo Cittadini ganhou a concorrência do veterano Lucho González, enquanto Nikão voltou ao time titular.

O adversário do Athlético Paranaense na final da Copa do Brasil será o Internacional, que não teve dificuldade em despachar o Cruzeiro, vencendo por 3 a 0 no jogo da volta, totalizando em um triunfo por 4 a 0 no placar agregado entre as duas equipes. Os jogos acontecerão já nas duas próximas semanas, mas os locais e as a ordem dos mandos ainda serão confirmadas pela CBF, em sorteio.

A sorte do Grêmio ainda poderia ter mudado, caso o árbitro Wagner do Nascimento de Magalhães tivesse tido uma interpretação diferente de um lance crucial da partida, que aconteceu logo no primeiro minuto do jogo em Curitiba. Após cobrança de escanteio, Geromel cabeceou e a bola bateu no braço de Wellington, que estava com o braço aberto. O lance era interpretativo e depois de ser alertado pelo VAR para rever o lance na televisão, o árbitro principal optou por não dar o pênalti, mandando o jogo seguir.

O Athlético, aliás, se aproveitou de um lance para lá de curioso para abrir o placar na Arena da Baixada. Logo aos 15 minutos de jogo, o lateral-direito Leonardo caiu de mal jeito no gramado, sentiu o joelho e precisou ser retirado de maca do campo, já sem condições de permanecer na partida. O jogo foi reiniciado enquanto Leonardo recebia atendimento médico fora do campo e o seu substituto Rafael Galhardo, já se posicionava ao lado do quarto árbitro esperando apenas receber a autorização do árbitro principal para entrar em campo.

Acontece que, o Furacão foi esperto, aproveitou que o Grêmio estava com 10 em campo e foi para cima do Imortal justamente atacando o lado direito da defesa gremista, que não tinha ninguém. Rony avançou pelo flanco esquerdo de campo e cruzou. Bruno Guimarães carimbou o travessão de Paulo Victor, mas Nikão pegou o rebote e de perna direita, abriu o placar na Arena da Baixada.

O Athlético continuou melhor no jogo, mas só chegaria ao segundo gol na etapa final. Muito mal em campo, o Grêmio não conseguia ficar com a bola e praticamente não ameaçava o gol do goleiro Santos, que teve pouquíssimo trabalho durante a partida. Logo no começo do segundo tempo, Rony fez nova boa jogada pela esquerda e cruzou a bola na cabeça de Marco Ruben, que marcou. O argentino quebrou um jejum de 12 partidas sem marcar pelo Furacão. A vida do Grêmio ficou ainda mais difícil quando o zagueiro argentino Kannemann deu um carrinho violento em Léo Cittadini na tentativa de parar um contra-ataque e recebeu o cartão vermelho direto, de maneira merecida.

Curiosamente, foi com um a menos que o Grêmio melhor se comportou na partida. O Tricolor Gaúcho cresceu com 10 em campo e quase marcou o gol da classificação, de maneira fortuita. Após lançamento longo, a bola sobrou para Cortez, que saiu da marcação e bateu cruzado para a área. Na tentativa de cortar, Marco Ruben acabou tocando contra e a bola só não entrou porque o goleiro Santos fez uma defesa impressionante. No último minuto, após boa jogada do lateral Khellven, Marcelo Cirino ainda testou com perigo, quase marcando o gol da classificação do Athlético.

Agora empatados em 2 a 2 no placar agregado, Athlético Paranaense e Grêmio decidiram a vaga para a grande final da Copa do Brasil nos pênaltis. Quase todos os atletas bateram muito bem as suas penalidades. Jogando em casa, o Furacão deu de ombros para a pressão e converteu as suas cinco cobranças, com Bruno Guimarães, Lucho González, Nikão, Marcelo Cirino e Marco Ruben. O Grêmio viu os seus quatro primeiros jogadores converterem: Rafael Galhardo, David Braz, Alisson e Matheus Henrique. A responsabilidade de converter o último pênalti e forçar as cobranças alternadas caiu nos pés do garoto Pepê, que bateu muito mal o pênalti, vendo Santos defender a cobrança e se tornar o herói da classificação athleticana.

Classificado para a finalíssima da Copa do Brasil, o Athlético Paranaense terá como adversário o Internacional, que eliminou o Cruzeiro. Os jogos acontecerão nos dias 11 e 18 de setembro, com os locais, os horários e a ordem dos mandos ainda a serem definidas pela CBF, em sorteio que será realizado na tarde desta quinta-feira.

.

Foto de capa: Geraldo Bubniak/AGB

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.