Fechar Aviso

AVISO!

Devido à recente regulamentação da lei do jogo online em Portugal, não nos será mais possível disponibilizar prémios para Portugal no site Betmotion.net. O site esta disponível apenas para que os jogadores possam aceder às suas contas de utilizador. Acreditamos estar novamente a trabalhar dentro de poucas semanas.

Notícias Esportivas

Argentinos elogiam atuação da equipe e ficam na bronca com o VAR

Argentinos elogiam atuação da equipe e ficam na bronca com o VAR

05 Julho 2019por Stefano De Luca

A Argentina acabou sendo derrotada pelo Brasil e eliminada nas semifinais da Copa América. Apesar da óbvia decepção pelo revés e a frustração por mais um ano sem títulos, os argentinos desta vez reconheceram o esforço de sua seleção, que começou muito mal a competição continental, cresceu ao longo do torneio e acabou sendo eliminada pela seleção brasileira em um jogo muito parelho, disputado de igual para igual no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Notícias relacionadas:

A seleção argentina começou a Copa América capengando no Brasil. Logo na estreia, uma derrota por 2 a 0 diante da Colômbia, em pífia atuação. Na sequência, um empate em 1 a 1 com o Paraguai, com direito a pênalti perdido dos paraguaios. Na terceira rodada, a coisa começou a engrenar. A vitória diante de 2 a 0 sobre o Catar, veio também em boa parte graças a uma mudança tática de Lionel Scaloni, que passou a jogar com dois homens de referência na frente, com Messi tendo a liberdade de flutuar pelo meio, como um verdadeiro camisa 10.

Nas quartas de final, a Argentina enfrentou a Venezuela, que fez uma primeira fase sólida defensivamente, empatando sem gols com Brasil e Peru e derrotando a Bolívia por 3 a 1. Diante dos venezuelanos, os Hermanos se superaram, jogaram bem e venceram por 2 a 0. As duas vitórias consecutivas elevaram o moral da Argentina, que chegou para enfrentar o Brasil no Mineirão, com plenas condições de jogar de igual para igual com a seleção brasileira.

O que se viu em campo foi exatamente isso. A Argentina jogou bem, colocou duas bolas na trave, mas acabou sendo derrotada pelo Brasil, que foi cirúrgico nas chances que teve e venceu por 2 a 0, com gols de Gabriel Jesus e Roberto Firmino. A Argentina teve mais posse de bola e mais chances de gol do que o Brasil durante a partida, o que levou o técnico argentino, Lionel Scaloni, a crer que o resultado final acabou sendo injusto.

- Eu acho que se uma seleção tivesse que passar, teria que ser a Argentina. Acontece que o futebol muitas vezes é injusto. O Brasil acabou fazendo os gols e está na final. Se você analisar o jogo como um todo, eu creio que a Argentina deveria estar na final. Este pensamento de que a Argentina não ganha nada há muito tempo, que não chega mais é uma pressão que não precisamos. – disse o treinador argentino, na entrevista coletiva pós-jogo, no Mineirão.

Os argentinos, inclusive, ficaram na bronca com a arbitragem do equatoriano Roddy Zambrano e dos árbitros do VAR. A Argentina reclama de dois lances polêmicos, de pênalti, que não foram sequer checados pelo VAR, ambos no segundo tempo do jogo.

- Eu não gostei da arbitragem, mesmo não sendo muito de falar disso. Eu fiquei o tempo todo falando com o bandeirinha e com o quatro árbitro. O bandeira falava para eu tomar cuidado com o Tagliafico (que já tinha amarelo), mas ele não tem que fazer isso, tem que deixar jogar. Em jogadas pequenas, parecia que a decisão sempre ia para o adversário. Não sei se tivemos um pênalti não marcado, mas eu não gostei da atuação do árbitro. Eu acho que ele não estava à altura do jogo, não tinha esse calibre. Mas podemos trazer coisas positivas deste jogo. Demos um passo adiante. – completou o treinador argentino.

Normalmente muito crítico das atuações da Argentina, principalmente nesta última década, o diário Olé, principal jornal esportivo argentino, desta vez poupou a seleção de críticas e criticou duramente a arbitragem da partida, condenando o não uso do VAR em dois lances cruciais, de possíveis pênaltis para a Argentina.

Quem engrossou o coro contra a arbitragem de Roddy Zambrano e principalmente da falta de participação do VAR foi o capitão Lionel Messi. O melhor jogador do mundo elogiou a atuação de sua equipe, mas revelou ter ficado na bronca com a polêmica arbitragem.

- Me deixa na bronca. Fizemos um esforço muito grande, jogando contra uma equipe como o Brasil, que tem grandes jogadores, na casa deles. Todas as faltas foram para eles, todos os cartões foram para nós, jogadas claras não foram nem analisadas pelo VAR. Nesta Copa, o VAR cansou de interferir em lances bobos e hoje sequer analisaram os lances. É difícil analisar com o calor do jogo, mas foi a nossa melhor partida na Copa. Eles encontraram o primeiro gol em uma jogada de lado, com uma falha de marcação nossa. Tivemos a bola durante todo o jogo, eles não pressionaram. Tivemos situações para marcar, mas não convertemos. Bolas na trave, bolas que passaram pela área inteira. Tivemos pênaltis não marcados. – lamentou um irritado Lionel Messi, na zona mista do Mineirão.

Além de lamentar a desclassificação e ficar na bronca com a arbitragem durante o clássico, Messi tratou também de elogiar esta nova geração da seleção argentina, garantindo que tentará ajudar a seleção enquanto conseguir.

- Eu não sei como será o futuro, mas eu me senti bem com esse grupo. Se tiver que ajudar, vou ajudar. O grupo é lindo. Se puder ajudar e conseguir acompanhar, vou fazer isso. É uma geração importante, mostrou isso durante esta Copa. Há muito futuro aqui, precisam de tempo. Tomara que respeitem e não critiquem. Não seria justo criticar a equipe. Sigam amando a seleção. – pediu ainda o craque argentino.

O sentimento de decepção tomou conta dos jogadores argentinos após o apito final do árbitro no Mineirão. Vários jogadores desabaram no gramado, chorando copiosamente com a eliminação. Um dos mais inconsoláveis era o volante Paredes, que acabou sendo consolado até por companheiros brasileiros de PSG, como Dani Alves, Marquinhos e Thiago Silva.

Passada a decepção da eliminação precoce na Copa América, a Argentina agora tenta reunir os cacos para o confronto deste sábado, quando enfrenta o Chile pela terceira colocação da Copa América, às 16 horas, na Arena Corinthians, em São Paulo. Já o Brasil, decidirá a Copa América com o Peru, às 17 horas do domingo, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

.

Foto de capa: EFE

Termos e Condições

1. Somente participantes com 18 anos ou mais poderão jogar e ganhar prêmios.

2. Para participar é necessário deixar um e-mail e um telefone atualizado para entrarmos em contato com os ganhadores.

3. 300 créditos serão entregues a cada segunda-feira para cada jogador cadastrado, para que possam gerar pontos até domingo. A cada domingo os pontos serão zerados e os rankings semanais encerrados, premiando os 3 primeiros colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$200 (US$50)
2º lugar: R$100 (US$25)
3º lugar: R$50 (US$15)

4. Além dos rankings semanais, teremos rankings que irão do dia 1 ao término de cada mês. No ranking mensal premiaremos os 5 melhores colocados com os seguintes bônus para serem jogados no Betmotion.com:

1º lugar: R$500 (US$125)
2º lugar: R$300 (US$75)
3º lugar: R$200 (US$50)
4º lugar: R$100 (US$25)
5º lugar: R$100 (US$25)

5. Cada usuário poderá ganhar somente um prêmio semanal no mês, podendo escolher a semana em que deseja receber o prêmio, no caso de ganhar em mais de uma semana. - No caso de solicitar um prêmio semanal, o usuário não poderá solicitar outro por mais que tenha melhorado a posição anterior.

6. Cada usuário não poderá ganhar dois prêmios mensais de forma consecutiva.

7. Os bônus serão exclusivamente para a área de Sports.

8. Em caso de empate o prêmio será dividido em partes iguais. Exemplo: dois participantes ficam empatados nas posições 1 e 2 do ranking semanal. A soma de ambos prêmios é de R$300 (US$75) e esse valor será dividido em partes iguais.

9. Em caso de empate nas posições 3 e 4 do ranking, como há apenas um prêmio, o mesmo será dividido em partes iguais entre os participantes empatados.

10. No caso de não podermos estabelecer contato com o ganhador dentro de um prazo máximo de 7 dias, tal jogador perderá o direito de receber o prêmio.

11. Só será permitido uma conta por computador, pessoa, casa ou endereço de e-mail. No caso de deterctarmos mais de uma conta, estas poderão ser deletadas e os prêmios retirados dos ganhadores.

12. Reservamo-nos o direito de modificar ou encerrar esta promoção sem aviso prévio.

13. Os Termos e Condições gerais do Betmotion.com se aplicam para este bônus.