Confira as principais curiosidades sobre o Mundial de Clubes

O Mundial de Clubes é uma competição de futebol organizada pela Fifa (Federação Internacional de Futebol) e disputada entre as equipes campeões de todas as seis confederações continentais – Conmebol (América do Sul), Concacaf (América do Norte, Central e Caribe), Uefa (Europa), CAF (África), AFC (Ásia) e OFC (Oceania), além do representante do país-sede. Neste ano, o evento chega a sua 13ª edição e acontece de 8 a 18 de dezembro, no Japão.

Algumas curiosidades do Mundial de Clubes:

  • A primeira edição da competição ocorreu em janeiro de 2000, no Brasil, mais de 30 anos após a ideia lançada por Stanley Rous em 1967 e quase 40 anos após a primeira tentativa em 1962, e foi vencida pelo Corinthians.
  • A segunda edição da Copa do Mundo de Clubes ocorreu em 2005, e a partir de então, passaram a participar os campeões vigentes das seis confederações continentais filiadas à Fifa, com critérios estabelecidos e sem convites – na primeira edição, o Real Madrid participou como convidado.
  • Os clubes da América do Sul foram campeões em quatro ocasiões, em 2000, 2005, 2006 e 2012. Isso significa quatro conquistas a menos que os europeus, que levaram a melhor em 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2013, 2014 e 2015.
  • Das quatro conquistas sul-americanas, todas são de equipes brasileiras, tendo outro país do continente se sagrado, no máximo, vice-campeão do certame. Já entre as conquistas europeias, quatro são da Espanha, duas da Itália e uma de Inglaterra e Alemanha.
  • As equipes com mais participações são o Auckland City, da Nova Zelândia, com sete participações e o Al-Ahly, do Egito, com cinco.
  • O TP Mazembe foi o primeiro clube de fora do continente europeu e da América do Sul a disputar uma final de Copa do Mundo de Clubes. Campeão da África e representando a República Democrática do Congo, ficou com o vice-campeonato na edição de 2010.
  • Foi durante um jogo da Copa do Mundo de Clubes que o goleiro Iker Casillas, do Real Madrid, alcançou a marca de 700 jogos pela equipe, na partida final contra o San Lorenzo que ainda rendeu o título inédito ao Real Madrid.
  • Pela primeira vez em uma competição da Fifa, a edição de 2016 do Mundial de Clubes está utilizando os árbitros de vídeos para auxiliar os árbitros de campo durante todas as partidas. Ainda em fase experimental, um árbitro fica dentro do centro de transmissões com imagens de todos os lances do jogo e informa ao árbitro principal, que continua com a decisão final. Dentre os lances que podem ser analisados estão a linha de gol, pênaltis e cartões.